Segundo dizem, Luisão causou “desconforto a Jesus e alguns jogadores”

A reação exaltada de Luisão no relvado à derrota com o FC Porto na Supertaça, quarta-feira, em Aveiro, apanhou Jorge Jesus (e não só) de surpresa. O atual diretor técnico, que foi para o banco de suplentes pela primeira vez em substituição do diretor geral Tiago Pinto, saiu em direção a Rui Costa, a quem manifestou insatisfação, e dirigiu-se depois aos jogadores, apontando-lhes o dedo e falando-lhes de forma irritada. Jesus desvalorizou o episódio em conferência de Imprensa, mas não gostou do que se passou.

«O Luisão não deu reprimenda alguma aos jogadores. Não gosta de perder, como não gosta o treinador nem os jogadores. Foi capitão de equipa durante vários anos, estava triste como estou eu, o Rui [Costa], e todos… Deu uma opinião. Não deu qualquer repreensão aos jogadores. Disse que foi a primeira final que perdemos, que sirva para a gente aprender, que o Benfica é o Benfica», argumentou o treinador, preocupado em não alimentar a situação.

Certo é que Jesus, logo no relvado, sentiu necessidade de intervir quando Luisão falava exaltado com Rui Costa, colocando o braço à cintura do brasileiro e procurando acalmá-lo. As emoções, reconheceu o diretor técnico, estavam à flor da pele, mas a situação provocou desconforto a Jesus. E mesmo alguns jogadores não gostaram da intervenção de Luisão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.