José Mourinho abordou regresso de Gedson ao Benfica e entrevista de Vertonghen

José Mourinho comentou, esta sexta-feira, em conferência de imprensa, o regresso de Gedson Fernandes ao Benfica na reabertura do mercado de transferências, em janeiro.

«Não sei se ele irá ficar a partir de janeiro. O jogador merece todo o nosso respeito, assim como o Benfica, enquanto clube amigo. Aquilo que eles decidirem é fundamental e vai prevalecer. A situação é triste, porque ele ficou fora da lista de inscritos na Liga Europa, o que lhe reduziu as oportunidades em nove jogos, onde tínhamos cinco substituições e rodámos muito», afirmou o treinador do Tottenham.

«Ficar fora destes jogos quebra os níveis de confiança e até de dinâmicas, e foi muito mau para ele. Fora isso, pode jogar na Premier League, mas só podemos ter seis jogadores e o guarda-redes no banco, pelo que é normal optar por quem tem mais ritmo», explicou Mourinho.

«Estes seis meses foram muito maus para nós para nós e para ele. Além disso, e isto é incrível, desde que chegou que não falhou um minuto de treino, o que reduz ainda mais os níveis de motivação, mas tem sido um muito bom profissional», elogiou, concluindo: «Tenho a certeza de que melhores dias virão para ele, connosco ou noutro lugar.»

Numa entrevista recente, Jan Vertonghen fez saber que se debateu com «problemas de tonturas e dores de cabeça durante noves meses», na sequência do choque com Alderweireld na primeira mão da meia-final da Liga dos Campeões, entre Tottenham e Ajax, em 2018/2019.

José Mourinho, recorde-se, assumiu o comando técnico da equipa londrina em novembro de 2019. Coincidiu, portanto, com o período em que o central belga, agora ao serviço do Benfica, diz ter jogado com limitações físicas.

Esta sexta-feira, durante a antevisão ao jogo com o Leicester, foi o treinador português confrontado com as declarações de Vertonghen.

«Bem, ou tens uma concussão ou não tens. Se tens uma concussão apresentas sintomas de concussão e não podes jogar futebol. Não podes treinar», começou por afirmar Mourinho, citado pela imprensa inglesa.

«Temos um departamento médico que trabalha de forma muito, muito cuidadosa. Não estava cá quando aconteceu isso ao Jan. Quando cheguei essa situação já tinha acontecido, digamos, há muito tempo. Por isso, não tenho muito mais a dizer», rematou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.