Jorge Jesus admite novas mexidas no onze e dá opinião sobre emprestados que não jogam

Jorge Jesus lançou, em conferência de Imprensa no Benfica Campus, o desafio da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal frente ao Vilafranquense, agendado para domingo, às 20h30, no Estádio da Luz.

O treinador assumiu mexidas no onze; elogiou João Tralhão, técnico da equipa de Vila Franca de Xira que trabalhou no Benfica durante 18 anos; abordou o mercado de transferências e o Prémio The Best para Melhor Treinador do Mundo.

O que nos pode dizer acerca deste adversário? Vai haver alterações no onze inicial?

A Taça de Portugal é uma competição pela qual todos os clubes e adeptos têm um carinho especial, e eu e o Benfica também temos, como é óbvio. Estamos a trabalhar em cima deste jogo com o Vilafranquense com o mesmo respeito e atenção com que fazemos em todos os jogos. Em Liège jogaram quatro jogadores que não tinham jogado na partida anterior. Amanhã [domingo], seguramente, também vou fazê-lo porque, como tenho dito, é bom ter todo o plantel em competição para poder dar soluções ao treinador quando for preciso chamar um ou outro jogador que tenha competido, pois assim é mais fácil ter rendimento. E o objetivo é esse, não é pelo nome do adversário, Vilafranquense… Em todos os jogos da Liga Europa e do Campeonato fizemos exatamente a mesma coisa, e amanhã [domingo] vamos continuar com essa metodologia de podermos modificar o onze.

CI Jorge Jesus

“RODAR ALGUNS JOGADORES QUE SEI QUE PODEM SER IMPORTANTES NO FUTURO”

À partida este será um jogo mais fácil do que o Standard Liège, mas, ao contrário da Liga Europa, amanhã [domingo] estará em jogo a continuidade do Benfica na prova. Como vai gerir a escolha do onze? Uma eventual aposta numa segunda linha dar-lhe-á garantias para essa mesma passagem?

Ninguém tem dúvidas de que o Standard Liège é das melhores equipas da Bélgica, portanto, teoricamente, tem de ser mais forte do que o Vilafranquense, com todo o respeito. Aliás, a Bélgica é o primeiro classificado do ranking [de seleções] da Europa… A Bélgica não é um país de terceiro mundo em termos do futebol e da qualidade dos seus jogadores. Quando modificamos alguns jogadores, a minha preocupação não é o valor do adversário com o qual nos vamos defrontar, mas sim poder rodar alguns jogadores que sei que são importantes para o futuro, e para não fatigar os que jogam mais e não arriscar tanto em termos de lesões. Essa é a minha preocupação, não é pelo nome da equipa e por acharmos que é mais fácil ou mais difícil, não é por aí que vejo as minhas modificações de jogo a jogo. A minha filosofia e a minha ideia passam exatamente pelo mesmo. Não é por ser o Vilafranquense, é porque temos tido jogos de três em três dias, e na quarta-feira já temos jogo novamente para a Taça da Liga com o V. Guimarães. Há alguns jogadores que ainda não ficaram de fora, mais concretamente o Vertonghen e o Everton, são dois jogadores que têm jogado sempre e serão esses dois jogadores uma possibilidade… Hoje [sábado] o treino também me vai dar indicações do que aconteceu na Bélgica, porque ontem [sexta-feira] os que jogaram não trabalharam comigo, estiveram em recuperação funcional. Só no fim do treino é que tenho a certeza de quem vou mudar, mas que vou modificar os jogadores, isso vou.

Em relação ao jogo na Bélgica: o míster disse que pensou em lançar Svilar. Admite lançá-lo no onze a apresentar com o Vilafranquense?

Dei a hipótese de o Helton ter feito o jogo, em Liège, e amanhã [domingo] vai voltar a jogar.

João Tralhão, treinador do Vilafranquense, disse em várias entrevistas que Jorge Jesus é uma referência e que o ajudou a crescer enquanto treinador. Como é que lida com essas palavras e que futuro perspetiva para ele?

O João [Tralhão] trabalhou comigo vários anos quando estava no Benfica. Trabalhámos em conjunto e falávamos sobre o futuro da formação do Benfica, porque foi treinador dos Juniores e da equipa B. Tem um percurso bonito na carreira e vai voltar a uma casa que adora, mas amanhã [domingo] está no lado contrário, é um adversário. Máximo respeito por ele, mas, como é óbvio, terá também os seus interesses. Todas as equipas, jogadores e treinadores, mais fortes ou menos fortes, todos acreditam que podem ter uma possibilidade de chegar ao Jamor. E isso não foge da cabeça dos jogadores do Vilafranquense. A história diz-nos isso. Este é um sonho do Vilafranquense e do Benfica.

CI Jorge Jesus

“TODAS AS EQUIPAS, MAIS E MENOS FORTES, ACREDITAM QUE PODEM CHEGAR AO JAMOR”

Disse que não estava preparado para perder jogadores em janeiro, mas sim para receber. No entanto, Domingos Soares de Oliveira [CEO do Grupo Benfica] afirmou que o Benfica teria de vender. A Direção já falou consigo sobre o próximo mercado?

Todo o mundo inserido no universo Benfica sabe da qualidade de Domingos Soares de Oliveira na sua responsabilidade, que são as finanças. Todos queremos o melhor para o Benfica. Nos seis anos em que estive no Benfica, habituei-me a valorizar jogadores e ter de os perder para os interesses coletivos do Clube. Estou preparado para isso, porque tem sido esse o apanágio ao longo dos meus anos de trabalho e também o da qualidade de quem gere essa área, Domingos Soares de Oliveira.

Ainda sobre o mercado… Domingos Soares de Oliveira apontou até ao final do ano. Espera que essas saídas possam ser no fim da época ou acha que podem acontecer já em janeiro?

O Benfica tem sido um exemplo de gestão financeira. Quando apareceu a pandemia, todas as equipas, e eu no Brasil também, tiveram de abdicar de 30, 40 por cento do salário, e o Benfica foi um dos clubes do mundo que não fizeram isso, e por alguma razão foi. Se acharem que o melhor caminho é essa solução de saírem jogadores, nós estamos todos interessados em tomar decisões e compreendê-las para aquilo que for melhor para o Benfica. Estou preparado para janeiro, para junho, aquilo que for melhor para o Benfica é, de certeza absoluta, o melhor também para mim.

CI Jorge Jesus

“O QUE FOR MELHOR PARA O BENFICA É O MELHOR PARA MIM”

Estamos a cerca de 15 dias da abertura do mercado de transferências, e ainda hoje [sábado] foi noticiado que pretenderá um lateral-direito, um defesa-central e dois médios-centro… Sobre eventuais entradas: o regresso de Gedson, emprestado ao Tottenham, é uma hipótese?

Não vou especular. O facto de a Comunicação Social falar em três ou quatro jogadores [para entradas] é uma afirmação que não é minha. Desde o princípio que disse que queria um central. Saiu o Rúben Dias e entrou o Otamendi, mas queria outro. Em relação ao lateral-direito, ninguém esperava a lesão do André Almeida, e aí, sim, foi uma baixa para a última linha do Benfica, porque é um jogador que joga nas quatro posições, lateral-direito ou esquerdo, central e até médio-defensivo. Mas estamos a lançar um jovem que acredito que vai ter futuro, que é o João Ferreira, e temos o Gilberto. Essa prioridade não se coloca. Quanto à posição 6, temos três jogadores. O querer é uma coisa, o poder é outra. Vai depender das soluções do mercado, mas que esteja a exigir, isso é mentira. Quanto ao Gedson, não conheço bem, não trabalhou comigo, mas todos os jovens que o Benfica tem, e que saíram para crescer, não estão a jogar nessas equipas. Se não jogam, mais vale estarem no Benfica. Aprendem mais. O Florentino, o Jota, o Tomás Tavares, o David Tavares… não estão a jogar.

Se tivesse continuado no Brasil estaria, neste momento, como treinador finalista aos prémios The Best?

Era mais fácil, apesar de neste ano no Brasil ainda não ter terminado nenhuma competição importante. As decisões dos treinadores são em função dos títulos que ganham internacionalmente. Ficando no Brasil, nem Libertadores, nem a Copa Sul-Americana ainda estão decididas, por isso, penso que não… Não era por aí que poderia estar incluído naqueles que vão de certeza ser escolhidos… E, na minha opinião, só pode ser escolhido um, isto não tem muito por onde se escolher. O treinador que tem de ser escolhido é o treinador do Liverpool, o Klopp, sem dúvida nenhuma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.