Everton admite que o seu melhor ainda está para vir

Everton assume que está ainda em fase de adaptação ao futebol português e, por isso, não atingiu ainda o máximo do seu potencial. O golo decisivo na vitória sobre o Marítimo ajudou a aumentar os níveis de confiança.

«Esse golo deu-me confiança para fazer o que tenho feito na seleção do Brasil e fazer o que sei fazer melhor. Sabemos que todos os jogadores que vêm para a Europa passam por um processo de adaptação, o futebol europeu é diferente do que estava acostumado, mais de força, mais rápido e intenso. Tenho trabalhado para me adaptar o mais rapidamente possível e mostrar o que mostrei na Madeira. Ainda não é o meu nível máximo, tenho de trabalhar mais para continuar a crescer e ganhar confiança para ajudar a equipa», disse o internacional canarinho na antevisão ao jogo da Liga Europa com o Lech Poznan.

Everton assumiu que o calendário apertado devido à participação nas competições europeias é um cenário normal ao qual os jogadores do Benfica já estão habituados.

«Quem joga no Benfica tem de estar sempre preparado para os jogos decisivos. Este é um mês de decisões e temos de estar preparados para estar bem fisicamente nesses jogos, que exigem muito física e mentalmente dos jogadores. Temo-nos preparado bem, a estrutura do Benfica tem-nos dado tudo e estamos bem. Temos qualidade, é só colocar o nosso o jogo em prática e as coisas vão acontecer naturalmente», disse na antevisão ao jogo com o Lech Poznan que pode dar já o apuramento para a fase a eliminar da Liga Europa.

«As vitórias são importantes porque trazem sempre confiança para o grupo. Quantas mais vitórias conseguirmos neste mês difícil de decisões, mais confiança vamos ter. Temo-nos preparado bem para fazer bons jogos e conseguir essa confiança. Sabemos que é uma equipa confiante que consegue colocar as ideias do mister em prática», acrescentou.

Everton também comentou o regresso de Darwin, avançado uruguaio que estava em destaque na equipa comanda por Jorge Jesus e que foi obrigado a parar depois de ter sido infetado com Covid-19 durante a concentração com a seleção: «É um grande jogador, sabemos a qualidade que tem, é um jogador de seleção. Quanto mais jogadores estiverem à disposição do mister, mais forte estará a equipa. Vai acrescentar muito e, quando começar a jogar, vai dar tudo para conseguir a vitória da equipa.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.