Rui Costa e o desaparecimento de Maradona

Rui Costa partilhou os sentimentos provocados pela morte de Diego Maradona e voltou aos tempos de jogador para partilhar uma história que ilustra bem a paixão de Nápoles por El Pibe. O vice-presidente do Benfica falou de «um dia de luto» e da «tristeza e mágoa» pela perda da «referência máxima» da geração dele.

«Foi único como jogador e pessoa. Tive orgulho de conhecê-lo e conviver com ele. Quem jogava com o número 10 sentia-se um bocadinho Maradona», disse à BTV, recordando como Itália adorava o argentino. «Quem não esteve em Nápoles não percebe o que ele representa para a cidade. Um dos meu primeiros jogos em Itália foi no San Paolo. Ele já não jogava no Nápoles e levei um jogo inteiro a ouvir o nome dele», contou Rui Costa, que não esqueceu também a morte de José Bastos, antigo guarda-redes do Benfica: «Deixou-nos um grande senhor do nosso clube. Perdemos um grande homem. Forte abraço à família dele. Vai deixar saudades.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.