Dor de cabeça atípica de Jesus obriga a trabalho redobrado

Jorge Jesus monta as suas equipas de trás para a frente e é defensor de que o onze tem de assentar numa estrutura defensiva forte. Por norma fica irritado sempre que sofre um golo, mesmo estando a golear.

Não estranha, por isso, que esta temporada, com 16 golos sofridos em 11 jogos, esteja a ser atípica em equipas por ele dirigidas. E esteja a trabalhar em alternativas para estancar os problemas defensivos.

É preciso recuar até ao início da temporada de 1961/1962 para encontrar a última vez que o Benfica sofreu tantos golos nos primeiros 11 jogos da época. Essa foi a última vez que tal registo aconteceu, mas esta é já a 16.ª vez na história da águia que chegam ao 11.º jogo com 16 golos encaixados.

Os nove golos consentidos apenas nos sete jogos da Liga deixam a águia no pior registo defensivo dos últimos 19 anos, ou seja desde 2001/2002 que não sofria tanto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.