Triunfo folgado em Vila do Conde abre distãncia para rivais

Em Vila do Conde, reduto do Rio Ave, onde nas épocas mais recentes não tem sido fácil obter bons resultados, o Benfica mandou no jogo, comandou e ganhou por 0-3 na 4.ª jornada da Liga NOS, apresentando uma média de 3,25 golos por jogo (melhor ataque!). Waldschmidt (2) e Gabriel puseram as redes a mexer… e o VAR ainda anulou dois golos ao líder da prova!

Com fumos negros nas mangas das camisolas em memória dos recém-falecidos Ângelo MartinsAugusto Matine e Luís Santos, os jogadores do Benfica fizeram o que melhor sabem e lançaram-se ao ataque logo no começo da partida.

Subidos no terreno de jogo, pressionando em cima da defensiva vila-condense, os comandados de Jorge Jesus gritaram “golo!” ao minuto 6. Rafa, descaído para a direita, levantou a bola para a área e Darwin penteou-a para o lado esquerdo. Everton, com um delicioso gesto técnico, rasgou caminho para a assistência (3.ª na Liga NOS) que permitiu a Waldschmidt disparar de pé esquerdo e escrever 0-1 no marcador.

Rio Ave-Benfica

A equipa benfiquista sofreu um revés no seu alinhamento ao minuto 11. André Almeida lesionou-se no joelho direito e teve de sair de maca. Rápido no aquecimento, Gilberto avançou para dentro do relvado aos 13′, fechando à direita o quarteto defensivo que contou ainda com Otamendi, Vertonghen e Grimaldo.

Com Gabriel, Pizzi, Rafa e Everton no meio-campo, o Benfica controlava o jogo, com e sem bola, e era contundente a condicionar a saída do Rio Ave, a forçar perdas de bola do adversário e a criar oportunidades de golo. Foi assim que Waldschmidt conquistou a posse ao minuto 19, desarmando Aderllan perto da área nortenha, oferecendo depois o esférico a Darwin, que atirou para as redes. Mas estava fora de jogo (assinalado pelo VAR, não contou).

O filme repetiu-se ao minuto 29, com Waldschmidt a ser lançado e a bater Kieszek, mas… o videoárbitro cortou os festejos, sinalizando um fora de jogo de 10 centímetros ao internacional alemão.

Rio Ave Benfica 4.ª jornada Liga NOS

As águias não se despediriam da primeira parte sem voltarem a acertar a valer nas malhas da baliza do Rio Ave. No derradeiro lance da etapa inicial, Darwin foi protagonista de mais um momento de técnica, força e precisão sobre o lado esquerdo, vencendo o duelo com um defesa vila-condense antes de solicitar a finalização do parceiro de ataque Waldschmidt, no interior da área, onde o camisola 10, usando o pé esquerdo, lacrou o 0-2.

Com quatro golos, o internacional alemão é o goleador-mor do Benfica na Liga NOS, e Darwin o melhor assistente (cinco passes para golo).

Rio Ave-Benfica

Em dois momentos, aos 51′ e 52′, o Benfica dispôs de espaços para chegar ao 0-3, mas Rafa e Darwin não capitalizaram. Respondeu o Rio Ave, mais desenvolto com bola no reatamento, colocando Piazon em posição para rematar com perigo aos 54′. Odysseas retirou ângulo ao jogador contrário e susteve o esférico.

A primeira alteração estratégica no Benfica foi sentenciada aos 66′: saiu Everton, entrou Weigl. As águias reforçaram a posição dominante e conquistaram uma grande penalidade aos 68′, por falta de Aderllan sobre Darwin. João Pinheiro apontou para a marca dos onze metros… mas a decisão seria revertida por indicação do VAR, Hugo Miguel, que “descortinou” um fora de jogo de Darwin antes de este invadir e ser travado de forma irregular na área.

Rio Ave Benfica 4.ª jornada Liga NOS

Quando teve bola, o Rio Ave puxou pela competência da linha defensiva benfiquista, que se reconfigurou aos 81′. Nuno Tavares e Seferovic renderam Rafa e Darwin, com o lateral-esquerdo a atuar na posição de raiz, promovendo-se a subida de Grimaldo para o meio-campo.

E o Benfica, sempre muito esclarecido e cortante com bola, concebeu o 0-3 aos 84′: cruzamento de Gilberto na direita da área, toque de cabeça de Seferovic (assistência!) e Gabriel, no aproveitamento, a disparar de pé esquerdo para o fundo das redes.

Vertonghen

O vencedor estava encontrado, sem remissão, e o resultado definido. São 12 pontos para o Benfica, que somou a quarta vitória em quatro jornadas na Liga NOS 2020/21, liderando com cinco pontos de vantagem. Na próxima ronda as águias recebem o Belenenses SAD no Estádio da Luz, um jogo agendado para as 20h30 de 26 de outubro (segunda-feira). Antes, no dia 22 (quinta-feira), a equipa inicia na Polónia, frente ao Lech Poznan, a campanha na Liga Europa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.