“Podiamos ter feito mais golos mas ainda vamos melhorar mais”

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, era um homem feliz no fim da vitória por 0-3 no Estádio do Rio Ave, na 4.ª jornada da Liga NOS. As águias lideram a classificação com 12 pontos.

Considerou que a equipa teve “momentos brilhantes”, que não deixou os vila-condenses “disputar o jogo” e endereçou os parabéns aos jogadores; lamentou a lesão de André Almeida, elogiou Gilberto na estreia na Liga NOS e dedicou o triunfo a Luís Santos, técnico de equipamentos dos encarnados recentemente falecido.

Rio Ave-Benfica

Satisfação total pelos três pontos e pela exibição

“Antes de mais, parabéns aos jogadores do Benfica por este brilhante jogo e pela vitória. Sabíamos que esta equipa do Rio Ave tinha muita qualidade em ataque posicional. Tem jogadores que gostam de ter bola, não têm medo, têm um posicionamento tático que não é fácil se não os soubermos parar. O Rio Ave disputa qualquer resultado, seja onde for e com quem for. Vínhamos preparados para as dificuldades, mas não deixámos o Rio Ave disputar o jogo. Não tiveram uma oportunidade em 94 minutos de jogo, raramente remataram à nossa baliza. Defensivamente, estivemos muito bem; Otamendi e Vertonghen estão a conhecer-se e cometem erros de posicionamento, mas vamos corrigir com o tempo. O Benfica é uma equipa em fase de aprendizagem e de crescimento. Tivemos momentos brilhantes e outros não tão brilhantes.”

“Satisfação plena por termos ganhado, por termos feito três pontos, por realizarmos uma boa exibição. Foi convincente. Só três valeram, mas fizemos cinco golos. Traduzimos a nossa qualidade ofensiva em golos. Foi um ‘pressing’ constante. Os jogadores do Benfica foram eficazes. Contudo, ainda está muito longe daquilo que o Benfica tem de jogar. Passo a passo vamos melhorando.”

Vertonghen

Mais pressionantes na primeira parte

“Os momentos menos brilhantes são situações que não são percetíveis a qualquer um. São momentos que eu consigo ver porque são meus jogadores. Tem a ver com situações individuais e sei o que vão melhorar individualmente. A equipa na primeira parte esteve melhor. Esteve mais pressionante. Na segunda parte não fomos tão eficazes porque nenhuma equipa consegue estar os 90 minutos a pressionar no meio campo adversário como é a forma de o Benfica jogar. É normal haver quebras táticas de posição. Não sendo tão pressionantes na segunda parte, continuámos a comandar o jogo, marcámos três golos e o Benfica está de parabéns.”

Rio Ave-Benfica

A lesão de André Almeida

“Não sou médico, não tive nenhum feedback do médico em relação à lesão do André Almeida. Mas pela minha experiência, pelo que vi no momento, parece-me que seja uma lesão grave. Sei que estou a sair da minha especialidade, não tenho competências, mas pela minha experiência… Pode ser que os exames que vai realizar amanhã [segunda-feira] nos digam que não é nada de grave. Espero que sim.”

“É um capitão, é um jogador muito importante na nossa forma de defender e taticamente é muito evoluído. Comigo já atuou como lateral, central, médio… joga bem em qualquer posição que eu o colocar. É importante ter atletas com estas características.”

Gilberto

Gilberto com estreia “convincente”

“O Gilberto entrou bem no jogo. Está a adaptar-se… aliás, os três brasileiros, o Gilberto, Pedrinho e Everton estão a adaptar-se à intensidade e à nossa forma de olhar para o jogo. São três jogadores em quem confio muito. Um deles é da seleção do Brasil e não há dúvidas. O Pedrinho esteve seis meses sem jogar e está à procura da melhor forma. Hoje, com o resultado como estava, não era o ideal para ele entrar. O Gilberto? Esteve bem, principalmente com bola. Está melhor defensivamente e acho que fez um jogo convincente.”

Rio Ave Benfica 4.ª jornada Liga NOS

O entendimento de Darwin e Waldschmidt

“São dois jogadores que se completam muito bem. A única linguagem que eles têm é a linguagem futebolística. Conhecem-se um ao outro por aquilo que é o jogo. Um fala alemão e o outro castelhano. Eles não se entendem linguisticamente, mas falam com a linguagem futebolística. Sabem-se exprimir no jogo. O caso do Darwin é curioso. Em todos os jogos ele faz assistências para os colegas. No golo anulado ao Darwin, o Luca poderia ter marcado, tendo em conta que só tinha o guarda-redes pela frente. Ele quis dar o golo ao Darwin porque sabia que ele já lhe tinha dado outros golos. O Darwin é um jogador muito rápido e muito difícil de parar. A pouco e pouco eles vão conhecendo-se ainda melhor.”

Rio Ave-Benfica

Vantagem na Liga NOS

“A pontuação atual não quer dizer nada. O FC Porto perdeu cinco pontos em dois jogos, mas isso também pode acontecer connosco. Esta é uma pontuação que não tem significado. Claro que é melhor ter cinco pontos de vantagem do que estar atrás, porém não tem significado.”

Vertonghen

Triunfo dedicado a Luís Santos

“Para terminar e se esta vitória puder consolar um pouco a família do Luís… nosso roupeiro que trabalhava connosco há 30 anos e por quem tínhamos um carinho muito especial. Para a família dele e para ele, esteja ele onde estiver, um obrigado muito grande por tudo o que fez por nós.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.