Bi-Campeão Europeu Ângelo Martins faleceu aos 90 anos

Ângelo Martins faleceu este domingo, aos 90 anos. O antigo defesa esteve durante 14 temporadas ao serviço do Benfica, única equipa que representou durante a carreira.

Com mais de 300 jogos de águia ao peito, Ângelo Martins conquistou sete campeonatos e cinco de Taças de Portugal. Fez também parte da equipa do Benfica que se sagrou bicampeã europeia.

Internacional por Portugal, representou a Seleção Nacional em 20 ocasiões.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não perdeu tempo em deixar uma nota de pesar nos órgãos de comunicação do clube:

“Em nome do Sport Lisboa e Benfica, e em meu nome pessoal, quero apresentar as mais sentidas condolências à família e amigos de Ângelo Martins, um dos nossos eternos bicampeões europeus e um dos símbolos que ficará para sempre na história do nosso Clube.

Ângelo Martins, jogador de raça e um dos obreiros da imagem e mística de “jogar à Benfica”, onde, entre 1952 e 1965, venceu duas Taças de Campeões, sete Campeonatos Nacionais e cinco Taças de Portugal, pertenceu àquela geração de ouro e gloriosa, marcante nas nossas memórias.

É com profundo pesar que toda a Família Benfiquista vive este momento de dor, luto e de eterna saudade perante a partida de Ângelo Martins. Credor da nossa mais justa homenagem, que descanse em paz!

Luís Filipe Vieira

Presidente do Sport Lisboa e Benfica”

O Sport Lisboa e Benfica decretou três dias de luto em memória e homenagem ao bicampeão europeu Ângelo Martins. O antigo futebolista, um dos rostos da Mística e da História do Clube, faleceu neste domingo. A Família Benfiquista está de luto! 

Ângelo Martins vestiu e honrou o Manto Sagrado ao longo de 13 épocas (1952/53 a 1964/65), alinhando em 385 jogos e marcando 4 golos. Conquistou duas Taças dos Clubes Campeões Europeus, 7 Campeonatos Nacionais, 5 Taças de Portugal e uma Taça de Honra de Lisboa.

Persistente e intrépido, honrava o lema “Antes quebrar do que torcer”. Sempre um dos nossos!

João Noronha Lopes deixou uma nota de pesar pela morte de Ângelo Martins. O antigo defesa do Benfica faleceu este domingo aos 90 anos.

O candidato à presidência do Benfica destaca a carreira de Ângelo Martins feita na totalidade ao serviço do Benfica, considerando-o como «uma instituição do clube».

Leia a nota:

«É com um sentimento de profunda tristeza que escrevemos isto. 

Ângelo Martins deixou-nos hoje. Foi um dos maiores a vestir o Manto Sagrado.

Nascido a 19 de Abril de 1930 na cidade do Porto, vestiu a camisola com o número 3 ao longo de uma carreira inteira de águia ao peito. Foram 13 épocas no Benfica, de 1952 a 1965. 285 jogos e 4 golos. 7 Campeonatos Nacionais, 6 Taças de Portugal e 2 Taças dos Campeões Europeus. Mais tarde, foi treinador dos escalões jovens, tendo ajudado a formar alguns dos maiores talentos das últimas décadas. É Uma instituição do clube. 

A memória de Ângelo Martins permanecerá viva na grandeza do Sport Lisboa e Benfica, que a ele deve eterna gratidão. Foi, verdadeiramente, um dos ases que nos honraram o passado. 

Apresentamos as mais sentidas condolências à família e amigos. Paz à sua alma»

Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, deixou uma mensagem de condolências pela morte de Ângelo Martins, bicampeão europeu pelo Benfica e internacional português.

«Ângelo Martins foi um dos jogadores que contribuiu de forma determinante para a afirmação do futebol português a nível internacional em representação do seu clube de sempre, o Benfica, e da Seleção Nacional. Bicampeão europeu, vencedor de vários campeonatos nacionais, Ângelo foi 20 vezes internacional e elevou bem alto o nome de Portugal. 

Quero sublinhar o meu reconhecimento e gratidão por todo o seu contributo em prol do futebol português. 

À sua família e ao clube que representou enquanto jogador e treinador e do qual será sempre referência, deixo as minhas mais sinceras condolências. Elevou bem alto o nome de Portugal!»

Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do Benfica, assinalou, este domingo, a morte de Ângelo Martins, antigo jogador e treinador da formação do Benfica. Vencedor de duas Taças dos Clubes Campeões Europeus pelo Benfica, o antigo defesa faleceu aos 90 anos.

«Ângelo Martins, treinador de formação com mais títulos nacionais em juvenis e em juniores de sempre, morreu este domingo aos 90 anos. Figura ímpar do futebol, bicampeão europeu e uma referência na formação do Sport Lisboa e Benfica, com sete títulos de juniores, seis de juvenis e dois de iniciados. À família e amigos, apresento os meus sentidos pêsames», assinalou a candidatura de Rui Gomes da Silva.

Também a Liga emitiu uma nota de pesar, este domingo, pela morte de Ângelo, através do seu presidente, Pedro Proença..

«Quando há uma partida de um símbolo, o Futebol Português fica sempre mais pobre. O Ângelo foi bicampeão europeu e todos nós, mesmo os que não o vimos jogar, sabemos a importância que teve no Futebol e no país, integrando uma das gerações de maior sucesso do nosso Futebol», afirmou o presidente da Liga, Pedro Proença.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.