“Se não vier quem eu quero terei de jogar com estes que cá estão”

Satisfeito com o resultado alcançado pelo Benfica frente ao Farense (3-2), que deu aos encarnados a liderança isolada da Liga NOS antes da paragem da competição, Jorge Jesus deu os parabéns à equipa, que se conseguiu impor perante um adversário que tornou o jogo “muito competitivo”. 

Na habitual conferência de Imprensa, o técnico voltou a falar sobre a necessidade de contratar mais um central e um avançado, garantindo, no entanto, que o Benfica não vai “contratar só por contratar”. “Se não for possível chegar aos que tenho na minha cabeça, fico com os que tenho, e fico contente”, esclareceu Jorge Jesus. 

Benfica-Farense

Análise ao jogo

“Fizemos três golos, mas, com todo o respeito que temos pelo Farense, não podemos sofrer dois golos. Hoje não fomos uma equipa tão consistente. Taticamente não fomos muito disciplinados, principalmente sem bola. A equipa não conseguiu segurar aqueles três jogadores do meio-campo do Farense na primeira parte, o que fez com que corresse mais, jogasse menos, tivesse menos bola, mas chegou ao intervalo a ganhar 1-0. Falámos no balneário, tentei explicar-lhes o que estava mal. Tivemos um período de desequilíbrio depois do golo do Farense [1-1]. A equipa perdeu-se durante cinco minutos e depois reergueu-se. As substituições também deram equilíbrio, mexeram com o jogo. Os jogadores entraram muito bem, o Benfica passou a ter muito mais bola e a jogar de acordo com o que tem feito. Com eficácia, chegou ao 3-1, já a dominar o jogo completamente. Acabámos por sofrer o 3-2, fruto da jogada de Otamendi… Aquele lance foi um sinal evidente de cansaço, um jogador que já estava com alguma dificuldade em pensar o jogo rapidamente. Parabéns aos jogadores, e devemos dar também os parabéns à equipa do Farense, dificultou-nos a ideia do nosso jogo.”

Benfica-Farense

Parabéns ao Farense e ao Benfica

“Este jogo foi muito competitivo. Estamos habituados a comandar, a jogar por cima do adversário, hoje não o fizemos, mas isso deve-se ao Farense, teve mérito, acreditou sempre que podia disputar o jogo connosco, mesmo a perder 3-1. O Sérgio [Vieira] foi atrevido, fez substituições de risco, pôs a equipa a jogar praticamente num 4x2x4. Foi um jogo interessante do ponto de vista tático, o Benfica não foi tão forte como no jogo aqui em casa com o Moreirense. Mérito do Farense, e também dar os parabéns à nossa equipa, porque o objetivo do Benfica era ganhar. Sofremos dois golos, mas os momentos em que a equipa esteve melhor foram o da organização defensiva e o das saídas, onde esta equipa é muito forte. O objetivo foi atingido e vamo-nos preparar para o quarto jogo.”

Benfica-Farense

“VAMO-NOS PREPARAR PARA O QUARTO JOGO”

Avaliação do desempenho da equipa

“A equipa entrou um pouco ansiosa para o jogo, isto é um sinal evidente daquilo que eu penso que é esta equipa e do que aconteceu na época passada. Tenho de lhes dar qualidade técnico-tática, mas também qualidade do que é jogar num clube com pressão, que tem de ganhar sempre. Tens de ser sempre igual, ter mentalidade forte, porque as exigências também são muito altas, para se jogar ao nível que tivemos nalguns momentos desta partida, principalmente depois do 2-1 e do 3-1. O 3-2 já decorreu do facto de Otamendi não estar ainda nas melhores condições físicas, ainda não tem a intensidade dos outros jogadores. Este jogo também mostrou por que motivo queremos mais um central, que venha fazer a diferença.” 

Benfica-Farense

Liderança isolada antes da paragem para jogos das seleções

“O objetivo era a vitória, que nos colocaria na liderança da Liga. A importância disto é que ganhámos os primeiros três jogos. Não mais do que isto. Vai haver paragem no Campeonato, sim, mas a maior parte dos jogadores vão para as seleções. Muitos dos que jogaram mais tempo hoje vão para as seleções, mas isso também é bom, é sinal de que o Benfica tem muitos jogadores de seleção, é um sinal de qualidade. Vamos aproveitar para trabalhar mais aqueles que não têm jogado tanto, para poderem recuperar a intensidade.”

Benfica-Farense

Construção de uma grande equipa “está a ser feita”

“Uma grande equipa constrói-se com tempo, e com temos temos vencido os jogos no Campeonato. Os jogadores dão-nos garantia de que o Benfica vai construir uma belíssima equipa. A palavra ‘arrasar’ que utilizei [na apresentação como treinador do Benfica] tem a ver com ganhar, ter ADN de conquista, pensamento de ganhar as competições onde se participar. O significado que atribuo à palavra arrasar é ‘poder’. A construção de uma grande equipa está-se a fazer.”

Benfica-Farense

Mais um central na reta final do mercado?

“Tenho esperança, mas não sei se será possível. Se conseguimos ter mais um central de acordo com as exigências do Benfica e do que precisa de ter para jogar nesta equipa, tudo bem. Não foi acontecer o que aconteceu ao Vertonghen e ao Jardel que precisamos de mais um central. No primeiro dia em que entrei nesta casa disse que eram necessários mais dois centrais, para além de outros jogadores e dois pontas de lança. Se não encontrarmos o que queremos, também não vamos contratar só por contratar.”

Jorge Jesus Benfica-Farense

“A CONSTRUÇÃO DE UMA GRANDE EQUIPA ESTÁ-SE A FAZER”

Ainda acredita na hipótese Rúben Semedo?

“Os responsáveis do Olympiacos estão a jogar com a qualidade do Rúben Semedo e com o interesse do Benfica. Neste momento penso que é muito difícil contratá-lo. O Olympiacos não está interessado em vendê-lo. Se não está, só com verbas altíssimas, e o Benfica não vai fazer isso. Temos de ir à procura de outra solução. Não há muitas no mercado para garantir a qualidade de jogar no Benfica. O Semedo tinha vários fatores que o favoreciam, como ser português e o facto de eu o conhecer bem. Não sei se será possível, neste espaço de tempo até ao fecho do mercado, contratar mais algum jogador.”

Benfica-Farense

Seferovic entrou e bisou. Dá-lhe conforto?

“Dá-me o conforto de saber que tenho uma boa opção. Sei as características de jogo do Seferovic, do Darwin e do Gonçalo [Ramos], que vai ser um jogador com muito talento. São jogadores que jogam mais dentro da área, principalmente Seferovic e Gonçalo, mas o que eu queria, e quero, é um jogador com características diferentes. Depois de fazer quatro jogos oficiais, tenho a mesma ideia dos jogadores a contratar que tinha quando cheguei. Se não for possível chegar aos que tenho na minha cabeça, fico com os que tenho, e fico contente.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.