Jorge Jesus: “Falta melhorar muita coisa. Não fomos eficazes”

Pela margem mínima de um golo (2-1) o SL Benfica foi derrotado pela formação do PAOK, numa partida referente à 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Faltou “eficácia” a um Benfica que foi “melhor” do que o adversário, mas que “não o conseguiu demonstrar no resultado”, avaliou o treinador Jorge Jesus.

O importante era a vitória, o resultado que permitia seguir em frente na competição. Contudo, nesta noite de terça-feira, no Estádio Toumba, o PAOK teve a capacidade de finalização do seu lado e deitou por terra as aspirações encarnadas.

Não fomos felizes, faltou eficácia, mas isso também faz parte do jogo“, refletiu Jorge Jesus no final do desafio. “Agora há que continuar a caminhar, o caminho é longo, difícil, mas com certeza com muitos êxitos“, desejou o treinador, em conferência de Imprensa.

PAOK-Benfica Futebol Liga dos Campeões

Análise ao jogo

“O resultado, como é óbvio, não nos interessava, não traduzimos em golos aquilo que a equipa fez, a superioridade do Benfica durante o jogo… Não fomos eficazes em função das oportunidades que tivemos. É verdade que o guarda-redes do PAOK fez um bom jogo, tirou-nos golos, mas está lá para isso. Não fomos muito seguros na última linha e deixámos entrar algumas diagonais, o que fez com que sofrêssemos os dois golos. A equipa fez coisas boas, fez outras coisas menos boas, mas foi uma equipa com muita qualidade. Faltou objetividade na zona de decisão. O futebol é isto, ganhou o PAOK, foram mais eficazes, esperaram pela sua oportunidade…”

PAOK-Benfica

Eficácia fez a diferença 

“Nos primeiros 45 minutos não tiveram praticamente um remate à baliza, na segunda parte foram mais eficazes e acabaram por ganhar. Agora temos de fazer o normal, uma retrospetiva deste jogo… Foi o nosso primeiro jogo oficial, não gostei do resultado, como é óbvio, ninguém gostou, mas a equipa teve coisas interessantes. Falta melhorar muita coisa, como é normal, mas também há coisas muito positivas.”

“A eficácia fez a diferença! Se analisarmos o jogo friamente, o Benfica foi mais equipa, teve mais oportunidades de golo, mas não os fez, e o que importa aqui é quem marca e o PAOK fez dois golos. Vamos crescer jogo a jogo. Queríamos continuar nesta competição, era um dos grandes objetivos, mas na sexta-feira já temos outro jogo. Este início de época é muito agressivo, jogos de três em três dias, mas é o que há e temos de nos preparar para isso. Não fomos felizes, mas isso também faz parte do jogo. Se o resultado fosse outro, estávamos agora a dizer que a equipa do Benfica tinha sido melhor. O PAOK teve mérito, foi eficaz, e naqueles dois momentos do jogo conseguiu entrar no nosso espaço, uma coisa que, com mais tempo de trabalho, se calhar não aconteceria.” 

PAOK-Benfica Futebol Liga dos Campeões

“FALTA MELHORAR MUITA COISA, MAS TAMBÉM HÁ COISAS MUITO POSITIVAS”

Despedida da Champions

“Sentíamos que, se passássemos estas duas eliminatórias, podíamos ir longe na Champions. Na primeira parte só nós é que criámos oportunidades de golo. Na segunda parte dividimos mais o jogo, já deixámos sair com mais facilidade a equipa do PAOK, que acabou por entrar na nossa linha com duas diagonais que nos ‘mataram’ em termos de resultado, mas a nossa equipa teve muita qualidade ofensiva, criou muitas oportunidades, só que, nesta altura, não conseguimos fazer os golos que queríamos, e é verdade que o guarda-redes adversário também nos tirou golos. O resultado é do PAOK, mas sabemos que temos valor para continuar a nossa caminhada. Temos de nos preparar para a primeira jornada da Liga, em Famalicão.”

“Vamos analisar o jogo, a única coisa negativa que retiro é o resultado. A organização defensiva da equipa ainda não está tão forte como eu quero. É um passo atrás porque saímos da Champions, sabemos que éramos uma equipa que podia fazer coisas interessantes nesta competição. Não era o objetivo que queríamos. É a desilusão do resultado, mas não daquilo que a equipa jogou. Não teve ainda a qualidade para definir as oportunidades que criou. Somos melhor equipa do que o PAOK, mas não o demonstrámos no resultado.

PAOK-Benfica

“SABEMOS QUE TEMOS VALOR PARA CONTINUAR A NOSSA CAMINHADA”

A reação ao golo sofrido

“Depois de sofrer o primeiro golo, a equipa perdeu-se um pouco. Porquê? Porque os jogadores sentiam que estava mais perto o 0-1 do que o contrário, e quando se sofre aquele golo é normal que isso aconteça. Passa-se isso com todas as equipas e muito mais com aquelas que ainda estão a começar o Campeonato, que se estão a conhecer e ainda não têm esse equilíbrio emocional em relação aos resultados.”

PAOK-Benfica Futebol Liga dos Campeões

As estatísticas

“O Benfica foi sempre melhor equipa! As estatísticas valem o que valem: 72 por cento de posse de bola, 16 remates, 8 enquadrados com a baliza e aqui o guarda-redes do PAOK fez a diferença. É verdade que ainda não temos um avançado que saiba ganhar o espaço, que é aquilo que nós andamos à procura. Também é verdade que esta última linha ainda não está tão bem automatizada como vai estar no futuro. Se estivesse, nunca sofria aquele primeiro golo… Tudo isto são processos de crescimento que a equipa vai ter. Estamos tristes, mas não faço só a análise ao resultado, porque houve muitas coisas positivas, coisas que nos dão alento e confiança para termos uma época com os nossos objetivos… Hoje, perdemos um objetivo, o nosso sonho era esse, ser uma equipa ao mais alto nível da Champions, estamos a trabalhar para isso. Aquilo que fizemos era suficiente para termos vencido o jogo. Perdemos em alguns pormenores e isso foi o fator determinante.”

PAOK-Benfica Futebol Liga dos Campeões

“PERDEMOS EM ALGUNS PORMENORES E ISSO FOI O FATOR DETERMINANTE”

Sem “fantasmas” da época passada

“Não. Tínhamos um sonho muito grande nesta competição, sabendo que é uma das competições top do futebol mundial. Sabíamos que, se tivéssemos tempo para que a equipa pudesse passar estas primeiras eliminatórias da competição, poderíamos chegar longe na Liga dos Campeões… Os jogadores também sentem isso.”

“O que se passou com o Benfica na última época não teve nada a ver com o jogo de hoje [terça-feira]. Neste jogo a responsabilidade é minha e dos jogadores do Benfica, não tem nada a ver com a época passada.”

PAOK-Benfica Futebol Liga dos Campeões

Liga Europa em 2020/21

“Não quero fugir das responsabilidades! Sabemos das dificuldades de estar numa Champions, do valor das equipas… e continuo a pensar o mesmo que pensava antes deste jogo, que o mais difícil era passar estas duas eliminatórias… Não era só um sonho, era uma realidade que iríamos chegar muito longe. Agora, a realidade é que vamos estar na Liga Europa, mas não era isso que o Benfica queria, não era isso que os jogadores queriam, não era isso que o Presidente queria e não era isso que o treinador queria. A equipa sentiu que podia sair deste jogo vencedora e saiu perdedora, mas o futebol é assim. Agora há que continuar a caminhar, o nosso caminho é longo, difícil, mas com certeza com muitos êxitos.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.