“Sábado de emoções e campeões” foi exemplo do Benfica olímpico

O passado sábado foi especial para dois triatletas do Benfica. Em Lisboa, Vera Vilaça saía ainda do segmento de natação no Campeonato Nacional, quando recebeu a notícia que, a milhares de quilómetros, em Hamburgo, o irmão celebrava já na condição de vice-campeão do mundo. Aquele momento inspirou a atleta no restante percurso e, ao cortar a meta, não conteve as lágrimas de alegria.

Se por um lado acabara de conquistar o título nacional, por outro sabia que Vasco – completa apenas 21 anos em dezembro, é 23 meses mais novo – alcançara um feito histórico. Em Hamburgo, Vilaça era o mais jovem na linha de partida e isso tornou mais impactante a chegada, a dois segundos da glória. Um sonho para o qual toda a família colaborou, em particular a companheira de tantas brincadeiras. Com 6 e 8 anos respetivamente, Vasco e Vera ensaiavam na praia, com ânimo, a dinâmica da modalidade nas “transições” entre a água e a bicicleta.

Os irmãos Vilaça estão há alguns anos no Sport Lisboa e Benfica, numa das modalidades em que é referência internacional. São, também, exemplo da superação e capacidade competitiva que o Clube procura e promove nos mais diversos desportos olímpicos. Radicados na Suécia desde a adolescência, com os pais, exemplo da forte união dos Vilaça é a imagem que ficou registada da vitória no Nacional Universitário, em junho de 2019, quando, equipados à Benfica, espontaneamente decidiram terminar e vencer lado a lado.

Vera vai já adiantada no curso de medicina, em Lisboa, longe de Vasco, que estuda engenharia informática, na Suécia, e que passará a estar debaixo de olho nas maiores competições mundiais de triatlo, depois de, em 2017, já se ter destacado entre juniores como vice-campeão mundial e campeão europeu.

Mas as emoções de sábado foram vividas igualmente ao mais alto nível na canoagem. Em Montemor-o-Velho, de águia ao peito, um hegemónico Fernando Pimenta triunfou pela 12.ª vez consecutiva no Campeonato Nacional de Fundo, em K1 5000 metros, enquanto a também benfiquista Joana Vasconcelos venceu a prova feminina.

Aqui estão quatro exemplos de que o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio – devido à ameaça da pandemia que mexeu com todas as agendas de 2020 – não travou o foco nem a competitividade dos atletas do SL Benfica. No triatlo, na canoagem, no atletismo, no judo, na natação, no taekwondo… boa parte do sonho de medalhas para Portugal passará muito provavelmente pela elite que o Clube, com orgulho, apoia e a quem está associado no Benfica Olímpico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.