O imprescindível Pizzi

Oito jogos, oito vitórias, 26 golos marcados, apenas quatro sofridos, e o inevitável Pizzi a cotar-se como o jogador mais influente do Benfica 2.0 de Jorge Jesus nesta fase de preparação.

Não apenas por conta dos quatro golos (15,4 por cento do total) que o destacaram como melhor marcador, mas também pelo último passe que continua a valer assistências, como a de sábado, na Luz, diante do Rennes, para o 2-0 de Gabriel.

Ou seja, treinador novo, época nova e… o Pizzi de sempre. O camisola 21, mesmo numa nova posição comparativamente ao passado recente – Jesus também o utilizou a 8, mas parece claramente inclinado em colocá-lo no apoio ao avançado, pelo menos enquanto Waldschmidt, como a generalidade dos outros reforços, pedir tempo -, mantém a influência letal no último terço do terreno. E assim marca posição neste novo Benfica que está em processo de construção.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.