Jorge Jesus muito interventivo na área técnica

Mais de cinco anos depois, Jorge Jesus voltou à Luz como treinador do Benfica. Sem público, mas igual a ele próprio. E não houve área técnica que o travasse.

Atento aos detalhes, esteve sempre de olho na defesa em linha, pediu fluidez ao jogo de Taarabt («bola no pé, bola no pé»), irritou-se com má definição de Rafa, a falta de pernas de André Almeida num lance que quase deu o 2-2 para o Bournemouth e com passes errados de Gabriel.

Mas o treinador também deu a outra face. Aplaudiu a equipa sempre que a pressão recuperava a posse de bola alto e incentivou Nuno Tavares quando este dava largura à equipa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.