Valdano elogia Jesus e a vinda de Cavani para o Benfica

Jorge Valdano está em Lisboa a acompanhar todos os jogos da Final 8 da Liga dos Campeões como comentador da Movistar. Na bancada de imprensa do Estádio da Luz, o argentino falou sobre Jorge Jesus.

E começou por responder a uma pergunta que muitos portugueses, amantes de futebol, farão: depois de ter vencido a Taça dos Libertadores e o campeonato brasileiro pelo Flamengo, terá já o técnico português o mediatismo e a força necessária para, um dia, treinar equipas verdadeiramente candidatas a vencer a Liga dos Campeões, como Barcelona ou Real Madrid, por exemplo?

«Bom», começou Valdano, «se algo há que ele demonstrou, é capacidade de adaptação a distintas atitudes, pressões e modos de jogar». Referia-se, claro, ao campeonato português, no Benfica e no Sporting, entre outros, mas também na Arábia Saudita e, sobretudo, no Brasil, «jogando no norte e no sul, a este e a oeste, quase sem tempo para poder treinar e com inúmeras longas viagens de avião entre cada jogo».

E concluiu: «O Jorge é um treinador com muita experiência e com muito boa formação, logo vejo-o com capacidade para qualquer tipo de desafio e para qualquer equipa.»

Jorge Valdano comentou a possível contratação de Edinson Cavani por parte do Benfica. O argentino tirou um retrato muito pessoal ao avançado uruguaio.

«Edinson é um jogador que necessita de estar, fisicamente, no seu melhor para desenvolver o futebol que lhe conhecemos», começou por dizer antes de detalhar um pouco mais: «É um avançado para qualquer zona do relvado, não é um dianteiro de área, de estar parado à espera que a bola lá chegue.»

O agora comentador acredita que não será pela idade que Cavani deixará de fazer o que melhor sabe: golos.

«Que me recorde», diz, «não teve lesões importantes e a minha sensação é de que é um jogador que, ao longo da sua carreira, se cuidou muito fisicamente e que foi um bom profissional; julgo que, aos 33 anos, ainda está na plenitude das suas faculdades. Além disso, a plenitude, mais do que nas pernas, está na cabeça.»

O único obstáculo que o Benfica poderá ter na sua contratação é, segundo Valdano, ultrapassado pela nacionalidade de Cavani: «Há que saber qual o seu grau de motivação para enfrentar um novo desafio. Porém, tem a vantagem de ser uruguaio e essa característica, a motivação, eles trazem-na desde a fábrica, desde que nasceram: são competitivos por natureza. Creio, pois, que estará à altura do desafio de jogar no Benfica. É uma grande equipa da Europa e até do Mundo e o Edinson, que não jogou muito esta época no PSG, seria de novo o protagonista.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.