Nélson Veríssimo: “Tudo vamos fazer para festejar no fim”

SL Benfica e FC Porto disputam a final da Taça de Portugal às 20h45 de sábado, 1 de agosto, no Estádio Cidade de Coimbra. No lançamento da partida, o treinador Nélson Veríssimo frisou que a palavra-chave da mensagem antes de entrar em campo é “vencer”.

“Chegamos ao fim da época desportiva. Está em disputa um título importante para o Benfica, o foco está aí e tudo vamos fazer para festejar no fim”, assegurou Nélson Veríssimo na conferência de Imprensa de antevisão do clássico realizada nas instalações do GD Peniche, onde a equipa benfiquista treinou na manhã de sexta-feira.

Espera um jogo com o FC Porto diferente dos dois do Campeonato? O que tem este Benfica de fazer para vencer e erguer a 27.ª Taça de Portugal do seu palmarés?

O Benfica tem de se apresentar como se apresentou nos últimos jogos, sabendo de antemão que este vai ser um jogo de complexidade acrescida. Vão jogar os dois primeiros classificados da Liga Portuguesa, portanto, vai ser um jogo extremamente difícil, mas vamos entrar com a ambição natural de um clube com a grandeza do Benfica: ganhar o título que está em disputa.

O seu futuro ainda não está definido. A conquista deste troféu pode ajudar a defini-lo?

Sinceramente, o meu futuro é o que menos me preocupa. O que nos tem orientado nos últimos cinco jogos e mais este é preparar da melhor forma a equipa para ganhar cada jogo. Chegamos ao fim da época desportiva. Está em disputa um título importante para o Benfica, o foco está aí e tudo vamos fazer para festejar no fim.

Nélson Veríssimo

O significa, para si, estar a comandar a equipa do Benfica?

Ainda não tive tempo para pensar no que ficou para trás. Tenho vivido muito o dia a dia, o treino a treino, o jogo a jogo… Após a final, nos dias seguintes vou ter um período de reflexão e avaliar como é que as coisas decorreram. O meu foco tem sido no treino a treino, no preparar o jogo seguinte e estamos aqui preparados para jogar esta final da Taça com o FC Porto.

Tem dito que este jogo é de 50-50, mas, face aos resultados do Benfica frente ao FC Porto na Liga, o adversário não chega em vantagem?

Na minha opinião, não! É uma final, e as finais são sempre jogos com características diferentes. O FC Porto, é uma verdade, ganhou a Liga, isto num Campeonato em que nós numa primeira fase estivemos muito bem e numa segunda fase não estivemos tão bem. A realidade objetiva é que nos últimos jogos, nós, enquanto equipa, reerguemo-nos e chegámos a este jogo como queríamos. Uma equipa sólida, consistente, e forte para defrontar o adversário. Obviamente que o jogo tem importância, sendo que o nosso maior foco estaria na conquista da Liga Portuguesa. Chegando a esta fase, estamos numa final, queremos muito ganhar e este jogo é importante para nós!

Nélson Veríssimo

“Há uma grande ambição, vontade e crença em dar uma boa resposta”

O que mudou no Benfica desde que Nélson Veríssimo pegou na equipa? Que mensagem poderá passar aos jogadores antes da final da Taça?

A maior diferença que se encontra é na eficácia. Temos vários exemplos de jogos antes do Boavista em que tivemos várias oportunidades e não concretizámos, nomeadamente diante do Tondela e do Marítimo. Nos últimos jogos melhorámos na eficácia e os resultados foram aparecendo.

Qual é a palavra-chave da mensagem a passar aos jogadores? Será vingança?

Não. Vingança não pode ser, porque a minha experiência diz-me que se formos por esse caminho teremos mais a perder do que a ganhar. É uma oportunidade única de estar em mais uma final, jogar, lutar para ganhar e conquistar o troféu. A palavra é “vencer”.

O que é que o Benfica, sob a liderança de Nélson Veríssimo, terá de diferente para oferecer nos duelos com o FC Porto?

Não vou por aí… Nesta época não vencemos o FC Porto nos dois jogos da Liga, e em circunstâncias iguais no Campeonato anterior tínhamos vencido. Volto a pôr a agulheta no sentido de que este é um jogo com características diferentes, porque é uma final, e nas finais, independentemente de uma equipa estar melhor do que a outra, isso acaba por não ter uma grande importância. Considero que há 50 por cento de probabilidades de vitória para cada equipa.

Nélson Veríssimo

“Entrar com a ambição natural de um clube com a grandeza do Benfica”

Nuno Tavares e Taarabt estão recuperados?

Vamos esperar, acreditamos que possam estar aptos, mas ainda temos de aguardar mais algum tempo para perceber o estado deles.

Sente que os jogadores podem entrar com uma motivação extra por ser uma final?

Acredito que vão entrar com a motivação natural de quem vai disputar uma final. O que temos sentido nos treinos é que há uma grande ambição, vontade e crença em dar uma boa resposta, jogar bem e vencer. Os jogadores deram uma resposta muito boa nos treinos que tivemos aqui em Óbidos.

No que diz respeito à equipa, o Benfica pode apresentar algum fator novo para surpreender o FC Porto?

As opções que temos no nosso plantel dão-nos uma grande variedade de escolhas e formas de jogar. É verdade que testámos algumas situações ao longo desta semana, mas vamos ter de esperar pelo jogo.

Nélson Veríssimo

Samaris não esteve no treino matinal. A que se deveu?

Tem um pequeno problema e está entregue ao Departamento Clínico. Vamos aguardar.

Só Grimaldo, por motivos físicos, é que está fora das possibilidades para este jogo?

Em princípio, sim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.