A marca Benfica a prestigiar o país

Nos últimos anos, o Benfica consolidou a sua presença no topo dos mais diversos rankings europeus e mundiais, sejam desportivos, patrimoniais ou financeiros, além dos relativos à afirmação da marca.

Ainda ontem foram publicadas notícias acerca de dois estudos divulgados recentemente. Um coloca o nosso Estádio entre os mais valiosos do mundo – e recordamos que acolherá, em agosto, a final da Liga dos Campeões pela segunda vez –; o outro inclui a marca Benfica, a única portuguesa, nas 50 mais fortes do futebol mundial.

Também na Formação e na qualidade do centro de estágio e treino do Seixal, o Benfica tem sido premiado, referenciado e elogiado.

Já por duas vezes o Benfica Campus foi considerado a melhor academia do mundo e tornou-se comum ouvir jogadores, ao retirarem-se ou ao optarem por prosseguir a carreira noutro clube, elogiarem as infraestruturas e todos os serviços de apoio. Uma das consequências mais visíveis está relacionada com a contratação de atletas, ao saberem que, no Benfica, terão todas as condições para atingirem o seu potencial máximo, mesmo não estando o Benfica integrado numa das ligas mais ricas.

A área da comunicação é outra que tem aparecido sistematicamente em posições elevadas de rankings.

Nas redes digitais, a aposta ainda recente já deu frutos, com o Benfica a passar a figurar entre os clubes mais reconhecidos nesse domínio. Acrescente-se-lhe a BTV, o único canal de clube do mundo a transmitir os jogos da sua equipa de futebol; o jornal, que antes da pandemia, e em claro contraciclo do sector, vinha aumentando as vendas; ou o BPlay, mais um exemplo paradigmático da inovação que se busca permanentemente no Clube.

Muito mais poderíamos mencionar, desde logo o magnífico Museu Benfica – Cosme Damião, uma das ofertas culturais mais procuradas em Lisboa, tornando-se já evidente o notável percurso que prestigia o Sport Lisboa e Benfica e reforça a sua marca.

Bom seria que outros sectores de atividade contribuíssem, na mesma medida, para a promoção do País e para o reforço da ligação às suas comunidades. Se há sector que o faz muito bem é o do desporto, e em particular o do futebol, através dos seus maiores clubes e da nossa Seleção.

A qualidade da formação de atletas, a reputação dos treinadores e a noção generalizada do muito que se faz, em Portugal, com o pouco que se dispõe comparativamente a outros países, deixa uma marca indelével da nossa competência, o que deveria motivar outros sectores a reconhecerem-na e a utilizarem-na como referência de melhores práticas para que também progredissem e atingissem excelência, reconhecimento e relevância.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.