Oposição sem rosto a Vieira critica vinda de Jesus

Depois da vitória frente ao Aves surgiram tarjas nas imediações do Estádio da Luz a criticarem o regresso de Jorge Jesus ao comando do Benfica e o presidente Luís Filipe.

A polícia retirou depois as tarjas em questão.

«Em 1907, oito foram para lá e não voltaram. Hoje, sem orgulho, Judas voltou… Cosme, vês no que isto se tornou?»

«A democracia, os valores e a mística na rua da amargura… Eis o Benfica da “estrutura”»

Falta saber que Jesus não abandonou o Benfica porque lhe apeteceu, e sim porque a direção não lhe renovou contrato. Portanto, não há “judas” neste caso. Quanto a democracia, os opositores terão em outubro oportunidade para democraticamente concorrer às eleições para a presidência do Benfica.

Restam os valores e a mística. Os valores foram precisamente recuperados pela direção de Vieira, e estes passam pelo cumprimento de todos os contratos e acordos onde as águias estejam envolvidos, dando uma credibilidade à SAD como nunca antes tinha tido. Já a mística faz-se em campo, com cinco títulos nos últimos sete possiveis. Não se faz fora de campo com tarjas de contestação anti-direção em vigor e democraticamente eleita.

Nuno Alexandre Costa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.