Centrais à “altura” das exigências de Jorge Jesus

Para a nova época de 2020-2021, muito se tem falado numa revolução no plantel encarnado, com a chegada de Jorge Jesus não ser alheia a este objectivo. Os golos anormais que as águias sofreram esta época, com maior foco para o regresso da Liga após confinamento, já anteviam esta necessidade. 

Jorge Jesus gosta de defesas de alto porte físico e estatura. Se na baliza já tem o seu guarda-redes acima do metro e noventa, no quarteto defensivo isso não acontece. 

Jardel é o defesa mais alto desta defesa do Benfica, mas já não vai para novo e nunca foi um insubstituível. A sua saída da Luz, a uma época do término do seu contrato, é uma forte possibilidade, o que reduz ainda mais as opções para o novo treinador. este foi mesmo o sector mais deficitário nesta época que agora finda. 

Se Rúben Dias parece ser intocável, o mesmo não se deve acontecer com Francisco “Ferro”. Numa época para esquecer para o jovem central português, com muitas críticas às suas actuações, a saída por empréstimo ou em definitivo deve ser uma realidade neste verão. 

Depois temos Morato que tem o porte físico de que Jesus gosta num central. Mas a sua juventude pode adiar a sua ascensão ao plantel principal, adivinhando-se uma cedência uma vez que deverá estar a um nível que procure palcos mais exigentes que na 2ª Liga. 

Jorge Jesus vai ter de decidir o que fazer com os regressos dos argentinos Cristián Lema e Germán Conti. O primeiro é experiente e consecutivamente um dos melhores centrais do campeonato argentino. Aos 30 anos a sua permanência no Newell’s Old Boys ficou comprometida, a partir do momento em que o clube das Pampas se mostrou indisponível para pagar o valor exigido pelas águias. Sem intenção de voltar a emprestar o jogador, é natural que se apresente às ordens de Jorge Jesus. A sua altura, qualidade e experiência podem ser motivo para o jogador ter uma palavra a dizer na constituição do plantel. O mesmo não deve acontecer com Germán Conti. Apesar de jovem e alto, o técnico português que hoje chegou a Lisboa para treinar o Benfica, não deverá apostar no atleta, que deve ser novamente emprestado ou mesmo transferido em definitivo.  

Quem deve estar para chegar para reforçar a defesa encarnada é o brasileiro Lucas Veríssimo, jogador que alinha no Santos de Jesualdo Ferreira. O jogador de 25 anos era já visto pelo mister como um alvo para Flamengo, mas deverá ser na Luz que o deve vir a encontrar, beneficiando das dificuldades financeiras que o clube de São Paulo padece, e onde outrora reinou um senhor chamado Pelé. 

Quem Jorge Jesus conseguiu mesmo levar para o Rio de Janeiro foi Léo Pereira. Central poderoso e evoluido tecnicamente, apesar dos ainda 24 anos de idade, o jogador contratado este ano ao Athletico Paranense pode voltar a mudar de ares e reforçar as águias. Caso aconteça juntamente com Lucas Veríssimo, e contando que o alemão Koch do Friburgo leve nega do mister, esta dupla brasileira deverá fazer companhia no eixo da defesa do Benfica a Rúben Dias (considerado inegociável por Jesus) e Cristián Lema. Um quinto central deverá ser escolhido entre a equipa B ou os Sub-23, jogando maioritariamente numa destas equipas.  

Nuno Alexandre Costa 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.