Integração de Luisão na equipa técnica dependente de Jesus

A mudança de paradigma é evidente: sai um treinador-bandeira da formação, entra um treinador que esteve ligado a algumas das equipas mais valiosas da história do Benfica e que contou com nomes como Saviola ou Pablo Aimar.

E foi precisamente este último que entrou nas expectativas de muitos benfiquistas, dentro e fora do clube, no sentido de poder ajudar a convencer Jesus a aceitar o desafio, funcionando como mais-valia para atrair o técnico, mas sempre na perspetiva de um adjunto. Aimar, porém, não está por ora interessado em ser adjunto dos encarnados, até porque ao trabalho de técnico da seleção de sub-17 da Argentina junta as funções de adjunto de Scaloni na seleção de Messi. Trabalho de prestígio e de futuro que não quer deixar para trás.

Luisão também foi aventado e em várias linhas. A possibilidade de ser adjunto foi, por agora, afastada pelo próprio, mas a hipótese de ocupar um cargo diferente, com funções próximas do plantel, mas sem estar dentro de campo, permanece ainda viva. E será discutida diretamente com Jesus. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.