Águia volta a sorrir e impede dragões de fazerem já a festa

O Benfica, mais incisivo e assertivo após o intervalo, soube resolver e contornar a réplica do Vitória de Guimarães, vencendo por 2-0 na 32.ª jornada da Liga NOS. Chiquinho e Seferovic contribuíram com golos.

Perante um Vitória de Guimarães expectante, plantando as suas unidades atrás da linha da bola, o Benfica cravou os olhos na baliza vimaranense ao minuto 7. O guarda-redes Douglas espalmou o esférico para a frente, cortando um cruzamento de André Almeida, e depois Chiquinho tentou visar as redes de pé esquerdo, na área, mas não foi feliz.

Os minhotos soltaram-se ao minuto 19. Num ataque rápido, a bola viajou até aos pés de Marcus Edwards, que, descaído na direita, encarou Nuno Tavares, internou-se na área e chutou com intenção; o esférico seria devolvido pela trave e pelo poste da baliza benfiquista.

Benfica V. Guimarães 32.ª jornada Liga NOS

O lance de perigo animou o Vitória, que aos 23′ voltou a tentar o golo. Aproveitando um cruzamento nascido do lado esquerdo do ataque, André André tocou na bola, esta ganhou altura e Bruno Duarte arriscou um remate acrobático junto à pequena área; Odysseas respondeu com reflexos apurados, defendendo com a perna esquerda.

As águias voltaram a pisar terrenos adiantados e tiveram no atirador Chiquinho uma renovada possibilidade de acertar no alvo, mas o remate de zona exterior não levou as coordenadas do golo. Estavam decorridos 25 minutos de jogo.

Os minhotos, atrevidos e com alguma liberdade para costurar o seu futebol, forçaram uma entrada pela esquerda e conquistaram um livre. Poha cobrou a falta, colocando a bola no interior da área, onde Mikel Agu conseguiu vencer o duelo e procurar as malhas encarnadas, mas Odysseas travou-lhe os planos com nova intervenção categórica na proteção da baliza (28′).

Benfica V. Guimarães 32.ª jornada Liga NOS

Já depois de Gabriel ter experimentado a meia-distância como um meio para dar cor ao objetivo do Benfica neste encontro (30′), o treinador Nélson Veríssimo decidiu promover a primeira modificação de conteúdo na equipa. Weigl, “carregado” com um cartão amarelo, cedeu o lugar no meio-campo a Florentino (33′).

O Benfica estabilizou as suas ações, teve bola, chegou-se à frente e marcou. Muito mérito de Cervi, num primeiro momento da jogada, brigando pela posse e endossando o esférico para a esquerda, por onde entrou Nuno Tavares. O lateral cruzou, Vinícius tentou o domínio e não conseguiu… mas a redondinha escapou para a zona onde estava Chiquinho, que chutou de primeira, de pé direito, com precisão máxima. Golo do Benfica ao minuto 37!

Benfica V. Guimarães 32.ª jornada Liga NOS

Antes de o árbitro Hugo Miguel apitar e mandar as equipas para tempo de intervalo, Vinícius ainda dispôs de uma brecha (criada por Chiquinho) para armar um remate de pé esquerdo de fora da área: a bola “soprou” junto ao poste direito (42′).

O minuto 58 teve para contar um dos ataques mais bonitos da partida. Em velocidade, os jogadores do Benfica desenharam triangulações sucessivas na asa direita, ficando Pizzi em posição privilegiada para cruzar à procura da melhor finalização. A bola seguiu na direção de Gabriel, que, de fora da área, disparou de pé esquerdo, errando a baliza.

A composição da equipa benfiquista mudou aos 65′. De uma vez, Nélson Veríssimo trocou duas pedras, substituindo Vinícius e Pizzi por Seferovic e Rafa. Refrescava meio-campo e ataque.

Benfica V. Guimarães 32.ª jornada Liga NOS

Do outro lado, com as alterações que Ivo Vieira foi fazendo, a equipa vimaranense teve fôlego para tornar a ser incómoda na parte final do encontro, dando que fazer à defensiva das águias. Num contragolpe, Seferovic rasgou a cortina de pressão e ficou a milímetros de assinar um golaço num chapéu a cerca de 25 metros da baliza! Douglas, em cima da linha de baliza, conseguiu sacudir a bola por cima do travessão (81′).

O resultado (depois de um golo bem anulado a João Pedro aos 85′, por fora de jogo) ficou arrumado ao minuto 87, com os recém-entrados Rafa e Seferovic a ligarem-se no 2-0: o internacional português cruzou da direita e o habitual titular da seleção da Suíça adiantou-se à “sombra” do defensor mais próximo para emendar de pé direito perto da pequena área e lacrar o golo (87′). A vitória já não escapava, e Jota e Zivkovic ainda acrescentaram energia ao coletivo (renderam Cervi e Chiquinho aos 88′).

Na 33.ª (e penúltima) jornada do Campeonato o Benfica desloca-se ao terreno do já despromovido Desportivo das Aves. O desafio disputa-se às 21h15 de 21 de julho (terça-feira).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.