“Esta vitória foi trabalho de Bruno Lage”

Sport Lisboa e Benfica e Boavista disputaram, nesta noite de sábado, a 30.ª jornada da Liga NOS. No Estádio da Luz, triunfo por 3-1. Nélson Veríssimo, treinador dos encarnados, analisou o jogo em conferência de Imprensa.

Nélson Veríssimo era um treinador visivelmente contente após a vitória diante do Boavista (3-1). O técnico interino do Benfica destacou a entrega dos jogadores.

«Fizemos um jogo, com um golo aos 15 minutos que nos deu tranquilidade suficiente para arrancar para uma boa exibição. Os jogadores estão de parabéns e queria valorizar a entrega e o empenho que tiveram», começou por explicar na BTV.

O treinador destacou ainda o regresso das águias às vitórias depois de duas derrotas consecutivas.

«Era uma vitória que a equipa andava à procura há bastante tempo. Aconteceu hoje e espero que agora seja para continuar. A história do Benfica assim o exige», concluiu.

Nomeado como treinador interino após a saída de Bruno Lage, Nélson Veríssimo não se quis alongar quanto ao futuro no comando do Benfica. O técnico assumiu que não sabe o que se vai passar para o jogo da próxima quinta-feira com o Famalicão.

«Quando me colocaram esta questão de orientar a equipa com o Boavista, o meu foco esteve sempre aí. Agora, pediram-me para preparar o treino de amanhã e é nisso que estou a pensar. Eu não sei de nada que não possa dizer. A realidade é essa. Depois logo se verá», desabou na conferência de imprensa.

Recorde-se que Nélson Veríssimo estreou-se à frente do Benfica com uma vitória diante do Boavista (3-1), a primeira após duas derrotas consecutivas diante do Santa Clara (3-4) e Marítimo (0-2).

Nélson Veríssimo não esqueceu Bruno Lage. O técnico interino do Benfica frisou que a vitória teve muito do antigo treinador das águias.

«Esta vitória é dos jogadores e reflexo do trabalho do mister Lage durante o tempo que esteve aqui. Os jogadores estiveram sempre com ele, a estrutura também. As pessoas podem pensar o que quiserem, mas foi uma questão de eficácia. Com o Tondela tivemos seis oportunidades, com o Marítimo também. É a tal questão da bola entrar ou não. E depois foi aquele ciclo de 13 jogos em que a equipa estava a jogar bem, mas a bola não entrava», começou por explicar na conferência de imprensa.

Nélson Veríssimo assumiu ainda identificação com as ideias de Bruno Lage.

«Eu sou um treinador que pertenceu à equipa técnico do Bruno Lage e subscrevo todas as questões relacionados com o treino e o jogo. Sou tão responsável pelas coisas boas e más, como ele», concluiu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.