Candidatos rivais a Vieira vieram a terreiro após derrota humilhante

O candidato à presidência do Benfica, Rui Gomes da Silva, não escondeu a estupefação pela pesada derrota sofrida, na terça-feira, frente ao Santa Clara (4-3), no Estádio da Luz.

«Incrédulo e profundamente desiludido com o resultado de hoje. Mas nada pode servir para não continuarmos a fazer tudo para vencer o campeonato. É mais difícil? É. Mas se há quem merece ser campeão somos todos nós: os adeptos. Faltam 6 jogos. Não desistam. Eu não o vou fazer», escreveu Rui Gomes da Silva, nas redes sociais.

Também Bruno Costa Carvalho, outro candidato à presidência do Benfica, utilizou as redes sociais, para expressar a sua desilusão com a derrota frente ao Santa Clara  (4-3).

«HEGEMONIA? QUAL HEGEMONIA?

“Chorar sobre leite derramado” é o que está acontecer agora. É algo que vai totalmente contra o meu feitio.

Quando no verão vendemos 200 milhões de euros em jogadores, eu dei entrevistas a vários órgãos de comunicação social dizendo que o Benfica tinha uma oportunidade histórica de reforçar o seu plantel.

Eu queria que tivéssemos contratado jogadores de reputação internacional que pusessem os holofotes internacionais em nós e que aumentassem substancialmente a nossa qualidade.

A minha ideia era fazer uma grande Champions, aproximando-nos dos maiores da Europa e não dar quaisquer hipóteses em Portugal.

O que aconteceu?

Gastámos sem critério e com objectivos que para mim não são nada claros.

Na Europa fomos um fracasso, fomos eliminados no grupo mais acessível da Liga dos Campeões, onde andamos a fazer experiências em vez de ganhar jogos.

Depois saímos pela porta pequena da Liga Europa contra uma equipa que não competia há 2 meses e estava a fazer uma espécie de pré-época.

Internamente, e contra um adversário falido, arriscamo-nos a perder outra vez o campeonato. Se acontecer, será o segundo perdido em três possíveis. Se isto é a tão propalada hegemonia, vou ali e já venho…

Só quero salientar que dei a minha opinião antes do desastre. Antes de tudo começar e quando tudo podia ser feito. Uma opinião construtiva e que teria feito toda a diferença.

Não sou daqueles que agora se lembra de andar a criticar tudo o que mexe como se faz na política. O Benfica não é um partido político e devemos tentar todos construir um destino comum cada vez mais glorioso.

É por isso que me apresento a eleições com o melhor projecto que o Benfica alguma vez viu, mas que alguns insistem em minimizar ou ignorar, se calhar porque não o entendem ou não entendem a sua importância.

Comigo teremos um Benfica forte na Europa e acabaremos com as abébias a clubes falidos. Já chega disto…», escreveu Bruno Costa de Carvalho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.