A importãncia dos cantos na pontuação das águias

Weigl não é jogador de muitos golos, em quatro anos de Dortmund, marcou apenas quatro. O alemão nunca tinha faturado de cabeça na carreira, mas foi com um cabeceamento do médio de 24 anos que o Benfica saiu de Vila do Conde com os três pontos, com o golo a surgir na sequência de um pontapé de canto.

E o jogo com o Rio Ave acentuou uma tendência: sempre que o Benfica marca um golo no campeonato de pontapé de canto, ganha a partida. São já seis vitórias na Liga com golos de pontapé de canto que resultaram em 18 pontos.

Um olhar às bolas paradas do Benfica mostra alguns dados curiosos. O Benfica tem sete golos de pontapé de penálti, todos apontados por Pizzi, e nove a partir de pontapés de canto. Só por uma vez os encarnados marcaram de canto e não venceram o jogo. Foi no empate (3-3) com o Shakhtar, com Rúben Dias a bater Pyatov após canto de Pizzi. Nos cantos nem todos os golos são de cabeça. Pizzi e Taarabt marcaram com o pé, o português de primeira. As águias têm ainda dois golos de livre indireto e apenas um direto.

Dois golos sofridos seguidos

Mas o jogo com o Rio Ave também teve o reverso da medalha. Um problema que vinha de Portimão. Por dois jogos consecutivos, o Benfica consentiu dois golos de bola parada, ambos em livres indiretos. Com o Portimonense, após livre lateral, Dener foi mais forte do que a defesa à zona dos encarnados e bateu Vlachodimos. Os algarvios empataram por Júnior Tavares após defesa do grego a cabeceamento de Possignolo, após pontapé de canto. Com o Rio Ave, livre indireto e golo de Taremi ao segundo poste.

Em jogos contra equipas mais altas, Bruno Lage costumava apostar em Jardel (foi assim com o Zenit por causa de Dzyuba) e o treinador queixou-se da falta de altura nos golos do Portimonense – Jardel tinha saído lesionado.

Da mesma forma que o Benfica costuma vencer quando marca de canto, nunca vence quando sofre. Dos quatro golos consentidos de canto, três foram na Luz, nas derrotas com FC Porto e SC Braga. Em livres indiretos, antes dos golos de Dener e Taremi, apenas Azmoun, do Zenit, tinha marcado assim ao Benfica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.