Pontaria tem de ser mais afinada em Vila do Conde

Dois jogos e dois empates depois do recomeço do campeonato, o Benfica continua a alimentar o ciclo de resultados e exibições negativas que começou antes da paragem das competições. Perda de liderança, oportunidade desperdiçada de reconquistá-la e lastro cada vez mais pesado de dúvidas quanto à capacidade de a equipa revalidar o título. Saldo de uma vitória, duas derrotas e quatro empates para o qual contribuiu o desacerto dos homens da frente (e não só) no momento da finalização. É uma das explicações para tamanho afundamento. Longe vão os tempos do futebol atrativo, ofensivo e com muitos golos.

Bruno Lage queixou-se após o jogo com o Tondela (0-0), primeiro após a retoma, das oportunidades perdidas. «Era a bola entrar», assinalou o treinador, e ninguém falaria mais sobre o assunto. E, no entender de Lage, não se tratou apenas de disparos de pólvora seca. «Equipa produziu seis oportunidades tendo apenas o guarda-redes pela frente. Duas bateram no poste, três ou quatro remates saíram rente ao poste com remates cruzados, tivemos ainda muitos cruzamentos a surgir na pequena área, faltando apenas um toque para fazer golos», enumerou, para valorizar o que considerou boa produção ofensiva. No total, foram 20 remates, 26 considerando os intercetados, que produziram nada.

No Algarve, contra o Portimonense (2-2), a eficácia ofensiva subiu. E de que maneira. O Benfica só disparou sete vezes, quatro à baliza, e marcou dois golos. A justificação para nova igualdade, nas palavras Lage, foi a falta de maturidade. Certo é que os encarnados, em Vila do Conde, na próxima jornada, também dificilmente rematarão tantas vezes como na partida contra o Tondela. É mais lógico esperar um número idêntico ao de Portimão. E, por isso, é preciso acerto na hora de fazer mira.

O plantel dos encarnados esteve, então, durante parte do treino matinal a trabalhar a construção e finalização de ataques. Avançados a refinar o remate – e bem precisam. Carlos Vinícius foi o último ponta de lança a marcar, parece aos benfiquistas já há uma eternidade, afinal foi contra o Gil Vicente, na vitória sobre os minhotos, em Barcelos, a 24 de fevereiro, para a 22.ª jornada do campeonato.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.