Benfica a um triunfo de recuperar a liderança da Liga NOS

O Benfica tem esta quinta-feira a oportunidade de, se vencer no Estádio da Luz o Tondela, recuperar a liderança da Liga NOS, lugar que ocupou de forma hegemónica durante largas jornadas.

Esta situção resulta do facto do ainda líder e rival FC Porto ter perdido na deslocação a Famalicão, e por isso mesmo ser agora primeiro mas à condição.

Os encarnados estão agora numa posição onde voltam a depender apenas de si mesmos para renovar o título de campeão nacional, e assim o acesso directo à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Emprestado pelas águias aos famalicences, equipa sensação desta edição da competição, Diogo Gonçalves esteve em destaque ao pressionar o guardião portista Marchesin e que originou o passe errado para os pés de Fábio Martins que não perdoou e abriu o activo já no início da 2ª parte.

Corona (ironia do destino pelo nome) ainda restabeleceu o empate para os dragões, mas Pedro Gonçalves devolveu a turma minhota à liderança no marcador. 2-1 foi mesmo o resultado final, e não foi maior porque ainda na 1ª parte a equipa de arbitragem não “viu” um penalti claro de Pepe sobre o benfiquista Diogo Gonçalves. Em Espanha já é notícia e falam de escândalo.

Atenções redobradas então para o jogo que marca o regresso do Benfica à competição, depois de paragem de três meses devido ao Covid-19. Um triunfo e as águias passam a liderar com mais dois pontos que os vicecampeões.

Nuno Alexandre Costa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.