André Gomes passagem pelo Benfica

Atualmente no Everton, depois de passagens por Barcelona e Valência, André Gomes recordou os tempos no Benfica, onde esteve duas temporadas na equipa principal sob o comando de Jorge Jesus.

«Jorge Jesus é um treinador com uma personalidade muito forte e vincada, mas que tenta tirar o máximo de cada jogador e consegue-o. Claro que as nossas orelhas saíam vermelhas de muitos jogos e treinos, mas duvido que haja algum jogador que não tenha gostado dele, porque ele ensina-te muito, desde que tenhas predisposição para aprender. Estou-lhe muito agradecido, bem como a toda a gente no Benfica», disse, em entrevista no Facebook da Eleven Sports.

André Gomes recordou o “carrossel” dos seus primeiros jogos no Benfica: «Estreei-me para a Taça e marquei. No meu primeiro jogo para a Liga também marquei e, depois, no meu primeiro encontro no Estádio da Luz fui expulso», lembrou o jogador, que falou sobre a «alegria enorme» de ser campeão pelo Benfica em 2013-14, não escondendo a «mágoa muito grande» pelas finais a Liga Europa perdidas em 2013 contra o Chelsea e em 2014 ante o Sevilha.

Após a inauguração do centro de estágios do Seixal, em 2006, André Gomes fez parte de uma das primeiras grandes ‘fornadas’ de talentos do Benfica. «As condições no Seixal são as melhores e os jovens têm tudo à sua disposição. A aposta que o Benfica fez nos últimos 10 ou 15 anos na formação foi muito séria e bem pensada, o clube montou bem os alicerces e só poderia dar frutos. Desde a minha geração, com Bernardo Silva, Cancelo, Ivan Cavaleiro, entre outros, todas as gerações foram dando continuidade. Hoje em dia, os miúdos saem da formação do Benfica preparados para qualquer adversidade?, disse, aproveitando para destacar dois dos últimos médios da formação das águias: Florentino «um grande jogador, um miúdo com muito para crescer, que se não tivesse qualidade não teria as oportunidades que já teve para jogar no Benfica» e Gedson «um miúdo de muita qualidade que não está no Tottenham por acaso.»

Passou dois anos com Lionel Messi no Barcelona, compartilhando durante esse período espaço na Seleção Nacional com Cristiano Ronaldo. André Gomes é, por isso, voz capacitada a falar de ambos.

«Temos de desfrutar dos dois. Aprendi muito com ambos, que têm um talento brutal, mas, acima de tudo, possuem uma mentalidade incrível. Querem ganhar sempre e ficam chateados e irritados quando não ganham, mesmo que seja a ‘feijões’. Estão sempre preparados para dar o máximo e querem ganhar constantemente», disse o atual jogador do Everton, em entrevista no Facebook da Eleven Sports.

André Gomes, de resto, salientou que «star no Barça foi o pico maior da carreira». «Jogar com todos aqueles jogadores deu-me aprendizagens que levo comigo para o futuro. Vá para onde vá, levo a base Barcelona comigo», vincou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.