Carlos Lisboa faz o balanço de uma época inacabada

Na hora fazer o balanço da temporada, o técnico da equipa masculina de basquetebol do Sport Lisboa e Benfica, Carlos Lisboa, recordou, à BTV, o trajeto dos encarnados na Europa e sublinhou a convicção num desfecho positivo para as competições que ainda se encontravam em disputa.

Campeonato Nacional

“Podemos fazer um balanço positivo. Gostávamos de estar em primeiro, mas não podemos esquecer que é o play-off a definir o Campeão Nacional. Já fui campeão terminando a fase regular em primeiro e em segundo. Ser campeão nos play-offs é uma situação que tem a ver com o momento da equipa e com aquilo que preparamos ao longo da época para que nos pontos altos das competições a equipa esteja pronta para reagir.”

Onda de lesões

“Fomos castigados com muitas lesões, inclusive tivemos de fazer algumas substituições pelo número de lesões que tivemos, algumas delas de origem traumática e jogámos muitos jogos com jogadores limitados e outros que nem puderam jogar. Nem sempre tivemos a equipa 100 por cento pronta, mas gostava de realçar o espírito dos jogadores, do staff e de todo o Benfica.”

Carlos Lisboa Treinador Basquetebol Benfica

Taça Hugo dos Santos

“Perdemos e foi um objetivo que não foi alcançado. Dei os parabéns à equipa adversária, mas gostava de realçar que, além dos graves problemas de lesões, nesse fim de semana tivemos um grave problema com o Betinho. Felizmente tudo passou e ficou bem, e só o espírito de amizade e de união de todos nos permitiu estar quase sempre bem, mas infelizmente perdemos o jogo da final.”

Competições Europeias

“Fizemos uma boa campanha, conseguimos ser apurados para a segunda fase de grupos da FIBA Europe Cup. Antes, na Champions League conseguimos passar a primeira eliminatória e fomos eliminados na segunda, onde perdemos o primeiro jogo em casa e vencemos o segundo em casa do Mornar Bar. Na FIBA Europe Cup fizemos uma boa prestação nas duas fases de grupo, não fomos apurados para a fase seguinte porque perdemos o último jogo em casa do Bakken Bears. Fizemos um bom trabalho e acho que as competições europeias foram o espelho daquilo que é a nossa equipa, apesar de ter provocado algum desgaste para as provas nacionais.”

Carlos Lisboa Treinador Basquetebol Benfica

Bons índices para reta final

“Fizemos 16 jogos nas competições europeias, jogámos contra grandes equipas, fizemos muitas viagens e logicamente que isso se paga caro. Os meses de janeiro e fevereiro são complicados porque ainda estamos a disputar as competições europeias e também temos muitas competições a nível interno, mas sentia a equipa com grande confiança, os jogadores estavam a ficar recuperados, estávamos a recuperar os nossos índices físicos para nos podermos apresentar com qualidade, sabendo que tendo todo o grupo pronto para jogar nos assumíamos como um forte candidato, como sempre somos, a ganhar qualquer competição em que o Benfica participe.”

Competitividade interna

“Esta época as equipas podiam ter mais um estrangeiro, quase todas tinham os cinco estrangeiros e eram complicadas tanto de jogar fora como em casa. Logicamente que nós, os nossos rivais e também a Oliveirense éramos os candidatos ao título. O Vitória de Guimarães também se apresentou com muita qualidade, o Galitos, o Lusitânia… Estava a ser um campeonato mais equilibrado e com qualidade em que todas as equipas tinham de estar bem preparadas. Esta parte final ia ser interessante e nos estávamos convictos de que íamos conseguir alcançar aquilo a que nos propusemos no início.”

Carlos Lisboa

Cancelamento das provas

“Os jogadores ficaram tristes, mas também conformados, sabendo que era a decisão certa, porque poderia ser um risco voltarmos todos à competição. A equipa esteve em contacto até à semana passada, mas a partir do momento em que a Federação decidiu cancelar o Campeonato, terminámos os treinos e agora os jogadores continuam a fazer programas individuais.”

Mensagem para os adeptos

“Queria deixar aos adeptos um abraço de solidariedade, de compreensão. Agora não podem estar junto de nós fisicamente e temos de ter confiança, não só em relação ao que vai acontecer no mundo, mas também nas pessoas que dirigem o Benfica, que vão estar prontas para que num futuro breve possamos estar juntos no estádio, a apoiar a equipa de futebol, e depois nos pavilhões a ajudar as equipas das modalidades.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.