Roubados na confeitaria Soares Dias

Líder da Liga NOS, o Benfica lutou, bateu-se por um desfecho diferente no clássico da 20.ª jornada, mas, num momento-chave da primeira parte, foi empurrado para trás por um grave erro de arbitragem que culminou num penálti (e golo) contra. Em face da derrota por 3-2, comanda agora com quatro pontos de vantagem.

O FC Porto marcou primeiro, aos 10′, com Sérgio Oliveira, num remate de pé direito na área, a dar seguimento a um cruzamento de Otávio a partir da direita (1-0).

O Benfica respondeu à letra e empatou a partida aos 18′. Rafa deambulou para a direita, cruzou, Chiquinho cabeceou colocado e Marchesín defendeu para a frente; Vinícius, rápido a atacar o esférico, chegou primeiro e encostou para as redes (1-1).

À meia hora de jogo já o miolo do meio-campo do Benfica estava condicionado pela mostragem de cartões amarelos. Taarabt (que logo aos 4′ levou uma forte pancada de Marega num lance em que nem falta o árbitro sancionou…) foi advertido aos 27′ por conta de um incidente que teve o portista Otávio como protagonista; Weigl, por sua vez, viu-se “amarelado” ao minuto 30 devido a uma falta inexistente sobre Luis Díaz perto da área benfiquista.

Terrível e altamente condicionante, porque errada, revelou-se a decisão tomada pelo árbitro Artur Soares Dias, após indicação do videoárbitro Tiago Martins, de assinalar penálti contra o Benfica (considerou braço na bola) num lance em que, antes de tudo, Ferro foi ostensivamente empurrado pelas costas por Soares (35′). Artur Soares Dias viu as imagens do lance e mesmo assim apontou para a marca dos 11 metros. Alex Telles cobrou a penalidade indevidamente sinalizada pela equipa de arbitragem e anotou o 2-1.

Nervos e alguma intranquilidade posterior ao lance que marcou negativamente o clássico resultaram na concessão de espaços que Marega, aos 44′, aproveitou para uma infiltração na área. O maliano cruzou, à procura de Soares; Rúben conseguiu cortar, mas a bola tomou a direção da baliza: autogolo, 3-1.

FC Porto-Benfica

Sem medo de ter bola e de combater pelo resultado que lhe interessava, o Benfica regressou dos balneários com vontade de replicar as ofensivas da primeira parte e multiplicá-las. Aos 50′, Rúben Dias subiu no terreno de jogo, colocou a bola na área para explorar a entrada de Rafa, este recebeu e tocou curto para o lado, na direção de Vinícius, que prontamente enquadrou um certeiro tiro de pé esquerdo (3-2). O brasileiro rubricava o seu 15.º golo neste Campeonato!

Bruno Lage trocou Taarabt (médio) por Seferovic (avançado) aos 66′. No minuto seguinte, Vinícius, pela esquerda, desarmou Pepe, acelerou, cruzou com muito perigo para a entrada da pequena área, mas Seferovic só conseguiu tocar no esférico com a ponta da bota direita. Chiquinho (74′), num remate de fora da área, protagonizou outro momento a chamar o golo.

Weigl foi rendido por Samaris aos 76′. O Benfica refrescava-se para continuar a apontar na direção da baliza do FC Porto, que apostava mais no erro e no contra-ataque. Rafa, aos 78′, por pouco não ficou isolado frente a Marchesín, na sequência de uma combinação efetuada no corredor central.

Dyego Sousa, em estreia, saltou do banco aos 85′ (saiu André Almeida). No tudo por tudo, o Benfica expôs-se ainda mais, rondou a área dos portistas, mas não alcançou o terceiro golo.

Na próxima terça-feira há novo jogo, mas para a Taça de Portugal. As águias batem-se em casa do Famalicão pela passagem à final da Taça de Portugal (na 1.ª mão da semifinal, recorde-se, o conjunto benfiquista venceu por 3-2 no Estádio da Luz).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.