News Benfica fala em "missão cumprida" e ironiza com arbitragem

Previam-se dificuldades criadas pelo Rio Ave, fruto da qualidade que os vila-condenses têm vindo a apresentar ao longo da época, e essas verificaram-se, sendo acentuadas pelas incidências da partida: um golo madrugador que nos colocou em desvantagem; e outro precedido, no início da jogada, por uma grande penalidade evidente que ficou por assinalar, resultando em nova desvantagem para a nossa equipa e que só na segunda parte foi anulada e revertida.

Infelizmente, temos de referir que é incompreensível que a referida grande penalidade tenha ficado por assinalar (e que, frisamos, anularia o segundo golo do Rio Ave). Apesar da ação faltosa evidente do jogador vila-condense, julgamos que se deverá conceder o benefício da dúvida ao árbitro devido às características do lance, reconhecendo-se a dificuldade em ajuizar a falta em bola corrida. No entanto, consideramos inexplicável que sendo as imagens tão claras e tão obvias, o VAR não tenha intervindo em prol da verdade desportiva.

O VAR, neste caso, foi Tiago Martins, o que nos leva questionar com compreensível ironia se, no caso em questão, estaria distraído à procura de moedas de cinco cêntimos para alegar escoriações, hematomas ou sabe-se lá que outras maleitas no peito. Porém, distraído não estaria certamente passados alguns minutos, em que se percebeu, pela rápida decisão de Artur Soares Dias em rever o lance no monitor, que Tiago Martins pronta e solicitamente indicou um possível erro de análise numa grande penalidade assinalada… a favor do Benfica. Parabéns pela decisão acertada! Só é pena que acerte mais nuns casos que noutros.

Em virtude de todas estas contrariedades, devemos ainda mais enaltecer a capacidade que a nossa equipa teve em encetar a reviravolta no resultado, fruto do aproveitamento de duas das várias oportunidades de golo criadas ao longo da segunda parte. Bruno Lage referiu que o Benfica dominou durante todo o segundo tempo, anulando os pontos fortes do adversário e exibindo-se em muito bom plano a nível ofensivo, o que se revelou determinante para o apuramento para as meias-finais, onde defrontaremos Paços de Ferreira ou Famalicão.

Resta-nos assinalar o regresso de Rafa, após paragem devido a lesão, novo golo de Cervi e o bis de Seferovic, que atingiu os 40 golos em competições oficiais ao serviço do Benfica, uma marca conseguida por apenas 56 jogadores ao longo da nossa história.

Agora o foco está totalmente direcionado para a sempre difícil deslocação a Alvalade a contar para o Campeonato Nacional, que se realizará já na sexta-feira, às 21h15. Ou seja, menos de 72 horas após o final da partida com o Rio Ave, facto que deve merecer uma reflexão e análise profundas da parte de todos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.