Bruno Guimarães será o mais caro de sempre do Benfica

O médio brasileiro Bruno Guimarães, 22 anos, já não deve escapar à águia, que conseguiu nos últimos dias impulsionar a transferência, aproximando-se do acordo com o Athletico Paranaense. Mas o jogador só deve mudar-se para Portugal no próximo verão. Essa é a vontade do Benfica, expressa na proposta que chegou ao emblema brasileiro no último dia de 2019.

As águias estão dispostas a avançar pelo jogador €20 milhões, mais cinco por objetivos, e deixá-lo no Brasil seis meses, até porque acabam de garantir um médio (Julian Weigl) de elevada qualidade e têm plantel largo. Com o jogador, refira-se, está tudo certo e o negócio estará perto da conclusão, naquela que será uma das operações mais altas de sempre da história dos encarnados.

Julian Weigl, o médio alemão que ainda está fresco, pois chegou anteontem a Lisboa, proveniente do Dortmund, custou 20 milhões de euros (e também há nota de objetivos), tal como o ponta de lança espanhol Raul de Tomas, negociado com o Real Madrid, ao passo que o atacante internacional mexicano Raúl Jiménez, adquirido ao Atlético Madrid, obrigou a esforço financeiro de €21,8 milhões de euros, ostentando por isso a medalha de jogador mais caro da história do Benfica.

Bruno Guimarães pode, no entanto, destronar o agora goleador do Wolverhampton, de Inglaterra. O Athletico Paranaense desde sempre fez saber que não estava disposto a libertar o médio, considerado o melhor na sua posição do último campeonato, por valor inferior a €20 milhões e seria surpresa se os encarnados conseguissem demover Mario Celso Petraglia.

Neste momento, dentro do clube já lidam com a ideia de que o médio será mesmo negociado, até porque está a fazer força por isso, mas ainda se dá conta de um aspeto que mantém Mario Celso Petraglia à defesa. E perfeitamente inflexível.

Será, muito provavelmente, a percentagem dos direitos que caberá ao clube depois do negócio. O Paranaense tem apenas 70 por cento do passe, sendo o restante do Osasco Audax, pequeno clube de onde Guimarães se mudou para o Athletico. E o tal bolo de €20 M+€5 M poderá ter de ser dividido entre os dois emblemas, não estando ainda assim garantido que a águia adquira a totalidade dos direitos. Longe disso. Isto porque o Paranaense, pensando no futuro, quererá manter percentagem entre os 20 e os 30 por cento, o que não agrada também a Vieira. Esta será a única parte por fechar, pois o restante acordo está próximo e os contactos sucedem-se.

Uma das formas que o Benfica encontrou para facilitar o processo foi a tal introdução de objetivos, mas não se conhecem as missões a cumprir: se o brasileiro precisa de muitos jogos, muitos golos ou muitos troféus.

Com esta vertente, a SAD ganhará tempo, mas poderá ter de desembolsar milhões no futuro, confirmando esforço financeiro suplementar, que pode conduzir a transferência recorde. Domingos Soares de Oliveira, administrador-executivo da Benfica, SAD, garantiu anteontem que existe «capacidade financeira» que não existia noutros tempos e aí está a prova, através de uma contratação finalizada de 20 milhões e outra que pode ser ainda superior. Mas este mercado de janeiro já é o mais elevado de sempre no investimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.