Percurso e números de Weigl até chegar ao Benfica

Julian Weigl, médio-centro de 24 anos, é o mais recente reforço do Sport Lisboa e Benfica. O internacional alemão chega na janela de transferências de janeiro e oferece – entre outras características – polivalência.

Nascido em Bad Aibling, cidade termal a cerca de 60 quilómetros de Munique, a 8 de setembro de 1995, desde cedo se percebeu que o destino de Weigl era o futebol. Com apenas seis anos já mostrava os seus dotes no SV Ostermünchen.

Aí esteve até 2006, altura em que se mudou para um emblema situado muito perto da cidade natal. Ingressou no TSV 1860 Rosenheim e lá se manteve até 2010. Alinhava nos juvenis, mas o futebol ainda não era encarado, pelo reforço do Benfica, como algo sério ao ponto de ser o centro do seu mundo.

Julian Weigl

TSV 1860 Munique abriu portas da ribalta

Julian Weigl começou a olhar para o futebol com outros olhos no TSV 1860 Munique, clube para onde se transferiu em 2010. Foi ali que terminou a formação e subiu aos seniores em 2014. Como comandante da equipa no meio-campo, assumiu o papel de capitão dos Sub-19, passou pela equipa B, mas a ascensão ao principal conjunto do clube não demorou…

14 de fevereiro de 2014 será sempre inesquecível para o germânico, e não é por ser o Dia dos Namorados. Nessa data, o treinador do TSV 1860 Munique, Friedhelm Funkel, que viu qualidade em Weigl para integrar o plantel principal, proporcionou-lhe a estreia frente ao Ingolstadt, em jogo da jornada 14 da 2.ª Bundesliga.

O mote estava dado. Era preciso continuidade. Julian Weigl não se deslumbrou com o que lhe ia acontecendo no futebol e, mesmo com um crescimento meteórico, continuou com foco no trabalho. Tal dedicação não passou despercebida a Ricardo Moniz. O treinador holandês agarrou na equipa no arranque de 2014/15 e surpreendeu tudo e todos ao entregar a braçadeira de capitão à mais recente contratação do Benfica. A 4 de agosto de 2015, diante do Kaiserslautern, Wigel envergou a braçadeira e tornou-se, aos 18 anos, o mais jovem capitão de sempre nos seniores do clube da região da Baviera.

Ao jornal de Munique TZ, Ricardo Moniz explicou a decisão tomada de que Weigl seria o capitão.

“Isto é uma honra para os nossos excelentes jogadores jovens”, referiu o técnico.

Julian Weigl

Estreia na Bundesliga

As exibições de Weigl ao serviço do TSV 1860 Munique chamaram a atenção do Borússia Dortmund, que, em 2015, avançou para a sua contratação.

Thomas Tuchel, confesso admirador das qualidades de Weigl, rapidamente lhe apontou o caminho da titularidade nos aurinegros. A 15 de agosto de 2015, na ronda inaugural, o médio de 1,87 metros de altura estreava-se na Bundesliga. O adversário? Borússia Mönchengladbach, com o desafio a terminar com o resultado de 4-0 para o conjunto de Dortmund. Terminou essa época com 51 jogos oficiais realizados, muitos deles na condição de titular, e entrou em 2016/17, de novo, como opção para o miolo.

Por esta altura, com 21 anos, Weigl era já um caso sério no futebol alemão e uma peça imprescindível no “tiki-taka à Borússia Dortmund” implantado por Tuchel. A sua capacidade de passe, curto ou longo, e visão de jogo eram aspetos incontornáveis no estilo de posse que o atual técnico do PSG impunha nos germânicos.

Julian Weigl

CARREIRA DE WEIGL NOS CLUBES

CLUBEJOGOS | GOLOS
Borússia Dortmund    171 | 4
TSV 1860 Munique      40 | 0
TSV 1860 Munique B      23 | 0

Curiosamente, nessa temporada (2016/17), Weigl enfrentou, num par de vezes, o Clube que agora vai representar. Nos oitavos de final da Liga dos Campeões, Benfica e Borússia Dortmund mediram forças, com os alemães a seguirem em frente na prova. Na fase de grupos da Champions marcou, ainda nessa época, um golo ao Sporting, equipa que será agora adversária do internacional alemão.

Com 94 partidas nas duas primeiras temporadas no Dortmund e as portas da Mannschaft abertas, Weigl iniciou 2017/18 de pé esquerdo. Uma lesão tirou-o dos primeiros jogos oficiais e só à 6.ª jornada do campeonato foi titular. Apesar da adversidade, o médio-centro acabou com 33 jogos realizados.  

Com Lucien Favre como treinador chegaram Witsel e Julian Brandt para reforçar o meio-campo do Borússia Dortmund. Todavia, Weigl continuou a ser opção nos germânicos e sai para o Benfica no top 10 dos mais utilizados.

Para além dos 20 jogos feitos em 2019/20 e os 1633 minutos, a mais recente contratação das águias apresenta números que impressionam. Segundo o Wyscout, Weigl tem uma eficácia de 81% nas ações em que participa, sendo que se envolve em 96 ações por jogo; tem um acerto de passe de 92% e 60% no passe longo; ganha 57% dos 17 duelos em que participa a cada 90 minutos; e efetua seis interceções por encontro.

A partir de janeiro de 2020, Bruno Lage conta com um médio-centro de raiz que poderá jogar mais adiantado no terreno, nomeadamente a 8, ou na posição de defesa-central.

Julian Weigl

De Kroos a Hitzfeld: os elogios ao médio

Amplamente reconhecido como um dos muitos jovens talentos que germinam no futebol alemão e europeu, é fácil encontrar nomes consagrados que, em determinado momento, deixaram palavras simpáticas sobre Julian Weigl.

Ottmar Hitzfeld (na foto), carismático ex-treinador do Borússia Dortmund, foi um dos respeitados nomes do futebol mundial que não ficaram indiferentes ao seu talento.

Ele tem qualidades muito boas, é taticamente muito inteligente e tecnicamente bom. É forte no passe, mas também pode acelerar o jogo”, analisou.

Mas há mais: em 2018, ao site da Bundesliga, Toni Kroos, jogador do Real Madrid e da seleção alemã, considerou que Weigl “pode tornar-se um jogador de classe mundial”.

Ao mesmo site, Michael Zorc, diretor-desportivo do Borússia Dortmund, tecia rasgados elogios ao jovem.

É um dos médios-centro com enorme potencial e em quem acreditamos muito”, afirmou nesse ano.

Ser internacional alemão certifica a qualidade

Julian Weigl aventura-se no primeiro desafio fora da Alemanha. Com 24 anos, o jogador já deu alguns passos nas seleções jovens e até na seleção principal da Mannschaft.

A primeira chamada internacional foi para representar o conjunto dos Sub-19. A 6 de setembro de 2013Weigl realizou 15 minutos pelos “Die Adler” (outro dos nomes pelos quais são conhecidos). Atleta que se habituou, desde cedo, à alta rotação do futebol alemão, deu o passo seguinte praticamente um ano depois: a 3 de setembro de 2014, fez a sua estreia no escalão de Sub-20. Um jogo contra a Itália, referente à Liga de Elite.

Julian Weigl

Este foi o escalão (ao nível das seleções) onde completou mais minutos e onde fez o único golo internacional. Foram 751 minutos pelos Sub-20 divididos por dez jogos, tendo apontado um golo diante da Holanda.

Pelos Sub-21 efetuou cinco jogos, quatro deles referentes ao apuramento para o Campeonato da Europa da categoria, mas o passo mais importante da carreira de Weigl, ao nível internacional, aconteceu a 29 de maio de 2016. Joachim Low (atual selecionador alemão) deu a oportunidade ao médio para se estrear.

Com 20 anos, fez 45 minutos num jogo amigável diante da Eslováquia. A partir daí as chamadas à Mannschaft foram recorrentes. Esteve presente no Campeonato da Europa de 2016, em França. Recorde-se que a Alemanha chegou às meias-finais, perdendo com a França por 0-2. Ainda nesse mesmo ano, participou na qualificação do conjunto germânico para o Campeonato do Mundo de 2018.

Julian Weigl

Uma das curiosidades, podendo ou não ser considerado uma passagem de testemunho, é que Julian Weigl substituiu Bastian Schweinsteiger na despedida deste da seleção da Alemanha. Este momento simbólico (imagem acima) aconteceu no dia 31 de agosto de 2016, num particular diante da Finlândia.

PERCURSO INTERNACIONAL

SELEÇÃO NACIONALJOGOSMINUTOSGOLOSTREINADOR NA ESTREIA
Alemanha5208Joachim Low
Alemanha Sub-215280Horst Hrubesch
Alemanha Sub-2077521Frank Wormuth
Alemanha Sub-19450Marcus Sorg
Julian Weigl

Julian Weigl fora dos relvados

Para além do futebol, os momentos de descontração são também uma parte importante na vida dos jogadores profissionais. Weigl não é uma exceção. O mais recente reforço das águias é um atleta que gosta bastante de viajar e fá-lo com regularidade. Estados Unidos da América e Amesterdão são dois dos locais mais visitados, contudo, o Dubai é um dos seus sítios preferidos.

Julian Weigl

É uma pessoa que costuma participar em várias ações de solidariedade, mais concretamente em ações que tenham a presença de jovens crianças. Outro momento marcante da sua vida, que Weigl fez questão de assinalar nas suas redes sociais, aconteceu em 2016 quando esteve diante da presença do Papa Francisco. “Momento especial que nunca irei esquecer”, escreveu o médio nas suas redes sociais.

Julian Weigl

Marco Reus e Manuel Akanji (do Borússia Dortmund) são dois dos jogadores com quem mais priva. Os momentos de boa disposição são vários e a cumplicidade entre ambos os atletas é notória. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.