Pedro Marques na Web Summit: “Campus no Seixal é a base da primeira equipa”

«Procurar um equilíbrio entre o benefício financeiro e o benefício desportivo.» Esta a principal linha orientadora do Benfica no que aos jogadores formados no Seixal diz respeito. Porém, um desígnio maior se coloca agora ao clube: manter a ‘prata da casa’ durante mais tempo de águia ao peito.

«Não sei se somos a melhor academia do mundo, mas sei que competimos com os melhores, por isso, construímos uma rede de scouting que identifica esse potencial. Temos uma metodologia de trabalho individualizada para cada jogador, procuramos enquadrá-los no nível competitivo adequado e, finalmente, garantir que existe a oportunidade e o momento certo para se estrearem pela equipa principal», explicou Pedro Marques, diretor técnico do futebol de formação dos encarnados, na conferência ‘Por dentro do Benfica, o modelo padrão no desenvolvimento de talentos’, inserida na Web Summit que decorre em Lisboa.

«O Campus no Seixal é a base da primeira equipa. Temos de procurar um equilíbrio entre o benefício financeiro e o benefício desportivo que extraímos dos jogadores que formamos, mas o desafio que temos atualmente é o de manter os jogadores durante mais tempo por forma a retirar daí maior partido desportivo. É isso que os adeptos querem», assinalou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.