Florentino, Rúben Dias e Jota são destaque no Magazine da UEFA

Cresceram no Benfica Campus – centro de formação e treino encarnado que “tem sido uma linha de produção de talentos” – e ali se fizeram jogadores. Florentino, Rúben Dias e Jota são destaque no Magazine da UEFA em vésperas do Lyon-Benfica, da 4.ª jornada da Liga dos Campeões.

Entrevista Magazine da UEFA

“O Benfica é o meu clube do coração. Eu venho desde sempre ao Estádio da Luz. Passar uma temporada inteira a ver os jogadores dentro de campo, depois apoiá-los cá fora e ter o privilégio de estar com eles lá dentro é uma sensação indescritível“, começou por contar Jota, o assumido “médio-ala” de 20 anos em declarações ao Magazine da UEFA.

Um jogador do Benfica deve saber jogar com a pressão, que é uma pressão saudável, mas que isso não nos limite dentro e fora do campo. Ao longo do tempo têm sido criadas muitas ferramentas para todos nós conseguirmos estar o mais confortáveis possível, podermos ser capazes de jogar a Champions League e depois passar para patamares mais altos. Acho que nisso o Benfica tem feito um trabalho fantástico e a história comprova-o“, acrescentou Jota, ele que vai na 13.ª temporada com a camisola do Benfica.

Entrevista Magazine da UEFA

Um sonho partilhado por Florentino, médio-centro de 20 anos e companheiro de equipa de Jota desde 2010, que, nove anos depois de ter chegado ao Benfica, se sagrou Campeão Nacional pela equipa principal.  

É um sonho, desde pequeno tive o objetivo de jogar no Estádio da Luz. Partilhei o balneário com jogadores que via desde pequenos e eram meus ídolos, minhas referências. Tentava sempre aprender com eles. Agora partilho o balneário com eles…”, comentou.

“Ainda hoje me lembro do primeiro treino que fiz com o Jota. Estávamos a fazer exercícios de uma equipa contra a outra. Eu ainda não o conhecia bem. Como é um jogador que faz muitas simulações, vai à linha e tranca, eu fui lá e fiz-lhe um carrinho que foi até lá ao fundo. Logo no primeiro treino, o Jota tinha-me feito uma finta na linha de fundo. Desde aí comecei a ter mais contenção com ele”, contou entre risos.

Entrevista Magazine da UEFA

Rúben Dias – que recentemente chegou aos 100 jogos pela equipa principal do Benfica – recordou o percurso de águia ao peito iniciado em 2008 e destacou a importância de uma prova como a UEFA Youth League.

“Quando no escalão de juniores tens a oportunidade de ter a tua Champions e de a meio da semana treinares com a bola da Champions… para mim significava muito. Aqueles três ou quatro dias em que podíamos treinar com a bola da Champions sentíamos que estávamos realmente numa mini-Champions…“, revelou.

Quando passaste uma formação inteira a crescer com companheiros ao teu lado que têm a mesma filosofia do que tu, isso também se traduz dentro de campo. Dessa maneira facilita muito o trabalho lá dentro”, referiu o defesa-central de 22 anos, que faz parte de um extenso lote de jogadores formados no Benfica Campus.

“Esta Champions não nos estava a correr como queríamos. Mesmo em anos anteriores, agora recentemente, não estávamos a conseguir estar ao nível que queríamos. Acho que o jogo com o Lyon [no Estádio da Luz] foi muito importante porque, passo a passo, como sempre, foi uma vitória muito importante, talvez a dar-nos o caminho a seguir”, rematou o internacional português em vésperas de novo encontro com os franceses (terça-feira, às 20h00, em Lyon). 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.