Sucesso europeu e a fábrica de talentos em destaque na “News Benfica”

Tudo está em aberto no grupo G da Liga dos Campeões, no qual tem predominado o equilíbrio entre as quatro equipas, aliás em linha com as previsões da maior parte dos analistas logo que foi feito o sorteio dos grupos.

Num dia marcado pela importante ação da UEFA Equal Game, contra a discriminação e a que o Benfica prontamente se juntou, tivemos oportunidade de assistir a um típico jogo da Champions, muito equilibrado, mas com mais oportunidades e melhor aproveitamento para a nossa equipa.

São três pontos importantes, conquistados frente a um valoroso adversário que não perdia há 11 jogos na fase de grupos da Liga dos Campeões (a última derrota havia sido frente à Juventus em 2016). E importa realçar que iniciámos o jogo com cinco jogadores da formação no onze inicial, uma média de idades muito jovem dos titulares, os quais demonstraram a maturidade e competência necessárias para ultrapassar mais um obstáculo difícil.

De negativo apenas a lesão de Rafa, o autor do nosso primeiro golo, logo aos 20 minutos, tendo de ser substituído de forma prematura, obrigando a equipa a ter de se adaptar rapidamente a essa imprevista circunstância.

O golo de Pizzi, fruto de um magnífico gesto técnico, premiou a capacidade e determinação da equipa, além de ter recompensado o nosso jogador do infortúnio, pouco tempo antes, de ter rematado ao poste naquele que seria um grande golo. Foi um momento marcante de explosão e alegria!

Este triunfo permitiu também que Portugal tenha ultrapassado a Rússia no ranking da UEFA, cabendo-nos agora desejar boa sorte a todas os clubes portugueses que hoje disputarão partidas nas provas europeias.

Agora o enfoque da nossa equipa está integralmente colocado na difícil deslocação a Tondela, numa partida em que o objetivo passa por conquistar mais três pontos, com o aliciante de poder ser alcançada a 13.ª vitória consecutiva fora no Campeonato Nacional, estabelecendo, nesse caso, o terceiro melhor registo da nossa história.

Uma palavra também para os nossos Sub-19 que, na UEFA Youth League, foram infelizes na partida com o Lyon. No momento derradeiro do jogo, a nossa equipa procurou incessantemente chegar à vitória e acabou por ser penalizada num contra-ataque. Com os dois triunfos já obtidos, continuamos bem posicionados para seguir em frente.

Nota ainda para as vitórias europeias das nossas equipas de basquetebol e voleibol. No basquetebol entrámos a ganhar na fase de grupos da FIBA Europe Cup (103-99 ao ZZ Leiden) e no voleibol vencemos por 0-3, na Bósnia, frente ao Mladost Brcko, em partida referente à primeira mão da 1.ª eliminatória da Liga dos Campeões.

P.S.: Ontem foram dados mais sinais do prestígio internacional do Benfica. Aproveitando a deslocação do Lyon à Luz, alguns dos mais relevantes órgãos de comunicação social francesa destacaram Bruno Lage (entrevistado pela France-Presse) e o Benfica Campus, este com reprodução posterior em inúmeras publicações de outros países, sendo apelidado por “principal fábrica de talentos do futebol português” e “base da Seleção”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.