Portugal falha qualificação apesar de seis do Seixal no onze

Portugal perdeu, esta segunda-feira, em Kiev, diante da Ucrânia por 2-1, em jogo referente ao Grupo 2 da qualificação rumo ao Campeonato da Europa de 2020, que vai ter lugar em vários países do velho continente.

Com Rúben a titular no centro da defesa de Portugal e com Pizzi no banco de suplentes, o jogo começou vivo no Olímpico de Kiev, com ambas as seleções a tentarem acercar-se com perigo das áreas. A equipa da casa é a primeira a chegar ao golo, aos 6′. Pontapé de canto apontado por Marlos, Kryvtsov cabeceou para defesa de Rui Patrício, mas na recarga, Yaremchuk a fazer o 1-0

Aos 16′, bela incursão de Nélson Semedo pela direita, ganhou sobre o adversário direto, entrou na área e tentou cruzar para Cristiano Ronaldo, mas a defensiva da Ucrânia cortou para canto. Na sequência, vários pontapés de canto para Portugal e num deles, Raphael Guerreiro atirou de longe por cima da baliza defendida por Pyatov (17′).

À passagem dos 27′ surgiu o 2-0. Lance de insistência da Ucrânia, a defesa de Portugal parada e com uma atitude passiva, Mykolenko cruzou e Yarmolenko, isolado na área, a atirar a contar. A equipa das Quinas respondeu aos 29′, através do remate de João Mário que Pyatov defendeu. Aos 32′ foi Bernardo Silva a obrigar o guarda-redes ucraniano a aplicar-se. O 20 fletiu da direita para o meio e rematou, mas Payatov segurou.

Até final não houve muitos lances de peigo de parte a parte e o 2-0 mateve-se até ao apito de Anthony Taylor para o intervalo.

Na segunda parte, Portugal começou logo com um lance de perigo através de um livre direto de Cristiano Ronaldo que Pyatov defendeu por instinto (50′). No minuto seguinte foi Bernardo Silva. Diagonal da esquerda para o centro e remate que apanhou João Felix a meio caminho, mas o jovem avançado estava fora de jogo.

Por sua vez, a Ucrânia, na frente por 2-0, geriu a vantagem com posse de bola, atacou mais pela certa, não se desposicionando defensivamente. 

Aos 66′, Bernardo Silva descobriu espaço na ala direita para cruzar, mas o cabeceamento de Bruno Fernandes saiu por cima. Portugal reduziu para 2-1 aos 72′ por intermédio de Cristiano Ronaldo, através de uma grande penalidade a castigar mão de Stepanenko dentro da área. 

Nos minutos que se seguiram, a equipa das Quinas apertou a Ucrânia, mas a defesa ou Pyatov iam conseguindo evitar o empate. À entrada para os últimos 10 minutos, a equipa da casa assentou de novo o seu futebol tantando trocar a bola no meio-campo de Portugal, deixando o tempo esgotar-se.

Ainda assim, aos 90’+3′, Danilo, com um disparo de longe, acertou na barra da baliza ucraniana. O 2-2 ficou a milímetros, mas o resultado de 2-1 já mais não se alterou.

Portugal está no 2.º lugar do Grupo 2 e tem a qualificaçao para o Europeu. Seguem-se desafios diante da Lituânia e do Luxemburgo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.