News Benfica alerta para a urgência de uma melhor calendarização

Estamos em período de paragem das competições nacionais futebolísticas, desta feita mais prolongada que o habitual, devido à realização das eleições legislativas e aos trabalhos das seleções. O regresso à competição da nossa equipa só acontecerá no próximo dia 18, frente ao Cova da Piedade, em jogo a contar para a Taça de Portugal. Depois receberemos o Lyon, para a Liga dos Campeões, no dia 23, e só no dia 26, para o campeonato, visitaremos o Tondela. Ou seja, como a última partida, no Campeonato Nacional, foi realizada no dia 28 de setembro, teremos praticamente um mês de paragem naquela prova.

É urgente repensar e alterar estas questões da calendarização. Não se trata somente da paragem prolongada – ainda mais se nos cingirmos ao Campeonato Nacional –, mas também da elevada concentração de jogos que se seguirá a esta paragem.

No caso do Benfica, serão cinco jogos em 14 dias (Lyon em casa, Tondela fora, Portimonense e Rio Ave em casa, Lyon fora, nos dias 23, 26, 30, 2 e 5, respetivamente), mas este é um constrangimento para todos os clubes que disputam as competições europeias. Os quatro representantes portugueses na Liga Europa – FC Porto, Sporting, Braga e V. Guimarães – terão de jogar cinco vezes em 15 dias. E, para agravar, entre o primeiro e o quinto jogo (ambos relativos às competições europeias) desta sequência, haverá três jornadas do Campeonato Nacional, a mais importante prova nacional.

Este não é, definitivamente, um calendário que salvaguarde os interesses do futebol português, tendo em conta, nomeadamente, a questão do ranking europeu com implicação direta na quantidade de clubes portugueses que poderão participar nas competições europeias e em cada uma delas, bem como em que fases das provas iniciarão essas participações. A rever urgentemente!

Entretanto, como é hábito, as paragens para as seleções implicam muitas ausências no Seixal. Só na equipa principal são 12: Rúben Dias, Pizzi e Rafa (Portugal), Nuno Tavares, Gedson e Jota (Portugal Sub-21), Tomás Tavares (Portugal Sub-20), Seferovic (Suíça), Svilar (Bélgica Sub-21), Adel Taarabt (Marrocos), Odysseas (Grécia) e Ebuehi (Nigéria). Além destes, teremos ainda Nuno Santos na seleção nacional Sub-21 e sete atletas nos Sub-20.

P.S.: Do fim de semana, há a destacar mais uma conquista da nossa equipa feminina de hóquei em patins, a sétima Supertaça consecutiva. Em matéria de Supertaças, já conquistámos cinco esta temporada, a saber: nos masculinos, futebol; e, nos femininos, futebol, futsal, hóquei em patins e polo aquático. Que estes triunfos sirvam, também, de inspiração e motivação adicionais para a nossa equipa de voleibol, que, no próximo sábado, às 17 horas, em Almada, disputará este troféu com a Fonte do Bastardo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.