Trio benfiquista no triunfo dos Sub-21 na Biolorrússia

A Seleção Nacional Sub-21, com os benfiquistas Nuno Tavares, Jota e Nuno Santos no onze inicial, triunfou perante a Bielorrússia (0-2) no segundo jogo de apuramento para o Europeu 2021.

O início da partida em Minsk ficou marcado pela diferença notória que se verificava entre as duas formações. Portugal, com jogadores mais técnicos, trocava a bola com tabelas curtas, colocando o esférico entre linhas e mais perto das zonas de finalização.

A Bielorrússia, que possuía atletas mais fortes fisicamente, procurava sair em contra-ataque, mas as investidas eram raras. O domínio e o controlo da posse por parte da equipa lusa era evidente.

Aos 13′ esteve à vista o primeiro golo de Portugal! No interior da área, Domingos Quina rematou ao poste direito da baliza bielorrussa.

A dupla do Benfica, Nuno Tavares e Jota, esteve muito perto de fabricar o primeiro golo das Quinas aos 18′. Nuno Tavares cruzou, Jota recebeu de costas para a baliza, temporizou e colocou em Rafael Leão. O avançado do AC Milan tentou dar o melhor desfecho à jogada lavrada pelos produtos do Caixa Futebol Campus, mas o remate acabou por sair ao lado da baliza.

Os comandados de Rui Jorge tentavam perfurar a defensiva bielorussa, todavia, os esforços esbarravam numa linha defensiva que ia cortando como podia as investidas portuguesas.

Aos 40′ o perigo rondou a baliza da Bielorrússia. Jota, um dos mais inconformados na seleção portuguesa, fletiu do lado esquerdo para o centro do terreno, enquadrou-se com o alvo e disparou forte. Valeu aos bielorrussos a excelente intervenção do guardião Pavlyuchenko a negar o golo. 

Na jogada seguinte, o jogador encarnado voltou a estar em evidência ao bater um livre direto. O remate do português passou a escassos centímetros do poste esquerdo. Ao intervalo: 0-0.

No recomeço da partida, Rui Jorge viu-se forçado a efetuar a primeira alteração. Rúben Vinagre entrou para o lugar de Nuno Tavares. O jogador do Benfica saiu devido a problemas físicos.

O jogo mudou um pouco na segunda parte. Enquanto no primeiro tempo Portugal ia controlando as ocorrências através de um jogo rendilhado, o segundo tempo começou de forma diferente. Um jogo de transições, mais vivo e repartido de parte a parte.

[GOLO: 0-1] Aos 68′ surgiu o primeiro golo de Portugal! Rafael Leão aproveitou a distração da defensiva bielorrussa, antecipou-se ao seu marcador direto e, no interior da área, rematou rasteiro para o canto direito da baliza.

A seleção portuguesa continuava a controlar as ocorrências de jogo e procurou o segundo golo até ao fim da partida. Estava a faltar sorte a Portugal no capítulo da finalização.

[GOLO: 0-2] Na última jogada do encontro (90’+4′) a equipa das Quinas dilatou a vantagem. Mota, que havia entrado na segunda parte do encontro, contornou o guarda-redes contrário no interior da área e atirou para o fundo das redes.

O árbitro apitou para o final da partida e os comandados de Rui Jorge conquistaram assim mais três pontos. Resultado final: 0-2.

Onze de Portugal: Diogo Costa; Thierry Correia, Diogo Queirós, Diogo Leite, Nuno Tavares, Vítor Ferreira, Miguel Luís, Quina, Jota, Nuno Santos e Rafael Leão.

Suplentes: João Virgínia, Pedro Pereira, Rúben Vinagre, Filipe Soares, Mota Carvalho, Daniel Bragança, Francisco Trincão, Romário Baró, Pedro Neto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.