Geyse e Tayla e a grandiosidade de estar no Mundial pelo Brasil

Foi no dia 9 de junho, em pleno Stade des Alpes, em Grenoble, que o Brasil se estreou no Campeonato do Mundo de futebol feminino: Geyse entrou ao minuto 65 e Tayla, também do Benfica, permaneceu no banco, no triunfo por 3-0 sobre a Jamaica.

Para a avançada Geyse, foi a sua primeira internacionalização num Mundial na principal seleção brasileira. Quanto à convocatória, a jogadora revelou, em exclusivo ao Jornal O Benfica, que não tem palavras para definir o que sentiu naquele momento.

Foi uma sensação inexplicável. O meu coração quase que saiu pela boca de tanta felicidade. Não sabia se saltava de alegria ou se chorava de felicidade também. Foi mesmo um momento único“, começou por dizer.

Com apenas 21 anos, a natural de Alagoas é a mais nova do plantel brasileiro – que reúne muitas jogadoras profissionais e de renome –, mas nem por isso a benfiquista se acanha.

“Não tem como não sentir pressão pelo facto de partilhar o campo com grandes nomes do futebol feminino, mas isso não me faz regredir nem ter receios. Elas ajudam-me bastante, e por sua vez até me diminuem a possível pressão que possa ter ao jogar com elas. Estou a aprender muito, elas fazem tudo para que eu dê o meu melhor“, continuou.

“É uma experiência que vou levar para a minha vida toda. É tudo muito encantador, estar aqui e poder fazer parte disto é algo grandioso“, salientou.

Brasil

É sabido que a grande inspiração de Geyse, neste mundo do futebol feminino, é a jogadora Marta – que já foi várias vezes considerada a melhor do mundo. Marta e Geyse nasceram as duas na mesma cidade e, para a benfiquista, é uma honra poder partilhar o campo com a atleta.

“Estar ao lado das melhores jogadoras do meu país, e estar perto da jogadora que detém seis Bolas de Ouro, é uma honra. A Marta é incrível. Aprendo muito com ela, estou muito feliz e tento sempre reter os conselhos que ela me dá. Estou a viver um sonho, estou a viver algo surpreendente!”, realçou a camisola n.º 23 da seleção.

No jogo de estreia, o treinador colocou Geyse em campo ao minuto 65. “Meu Deus, foi muito bom mesmo! Quero viver mais momentos destes e confesso que não esperava entrar já neste jogo, até por ser a mais jovem e existirem outras jogadoras mais experientes… Mas fiquei muito feliz e dou graças a Deus pela oportunidade que tive. Posso dizer que agora estou mais confiante. Correu tudo muito bem, saímos com tudo bem definido.”

Para primeiro jogo, a seleção brasileira entrou forte, apontou três tentos perante a Jamaica e teve várias hipóteses de golo. Seguiu-se o jogo diante da Austrália, uma derrota por 2-3 onde nenhuma das benfiquistas foi chamada a atuar. Na última jornada o adversário é a Itália (18 de junho).

Geyse e Tayla

O melhor registo da seleção brasileira em Mundiais aconteceu em 2007, quando alcançou o vice-campeonato (derrota diante da Alemanha, por 2-0). Neste Mundial da França, as germânicas voltam a estar em destaque, pois fazem parte das seleções favoritas ao triunfo – já conquistou por duas vezes o título –, igualmente com a seleção dos Estados Unidos, que já venceu por três vezes o Campeonato do Mundo.

No Brasil, são vários os canais que transmitem todos os jogos do Mundial e, em Portugal, também podemos assistir aos jogos em direto, uma vez que a RTP faz a transmissão dos mesmos. Nas redes sociais, o mediatismo também é bastante visível e a massa torcedora do futebol feminino já é imensa. Estamos numa era em que esta modalidade no feminino está em fase crescente e há cada vez mais praticantes. Em França, há a informação de que os bilhetes para os jogos estão esgotados e foi possível verificar isso mesmo, pois em todos os encontros os estádios estão completamente preenchidos.

Foi muito bom mesmo ver o estádio de Grenoble cheio. É muito bom sentir que somos valorizadas pelo que fazemos. Confesso que me emocionei muito, em vários momentos, ao ver toda esta mobilização. Nunca vou esquecer este momento. É inexplicável. Sinto-me muito feliz por ver que temos muitos apoiantes! Estou a viver um ano inesquecível, tanto pelo Benfica como aqui na seleção”, concluiu Geyse.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.