Titulares Rúben Dias e João Félix levam a melhor sobre titular Seferovic

Portugal levou a melhor sobre a Suíça nas meias-finais da Liga das Nações no Estádio do Dragão (3-1). Dos jogadores do Benfica na ficha de jogo, dois foram titulares na equipa das Quinas (Rúben Dias e João Félix, uma estreia) e um alinhou no ataque da seleção helvética (Seferovic).

A seleção portuguesa quis pressionar e empurrar a Suíça para a sua grande área assim que a partida começou, mas a intenção saiu-lhe furada e, na verdade, viu-se mais jogo ofensivo dos helvéticos nos primeiros cinco minutos. Aliás, Seferovic esteve na conclusão de um ataque perigoso, mas, após centro da direita, a emenda na pequena área não deu à bola a direção do golo.

João Félix

Uma recuperação de bola do ex-benfiquista Bernardo Silva perto da grande área suíça originou uma boa oportunidade para Portugal pôr o marcador a mexer, mas, no desenvolvimento do lance, o pé direito de Cristiano Ronaldo errou a baliza (12′).

Foi pela direita que a Suíça voltou a perturbar a defensiva lusitana, com Seferovic a ser melhor no ataque à bola cruzada a partir da direita e a cabecear à figura do guarda-redes Rui Patrício (18′).

De bola parada, num livre impecavelmente batido por Cristiano Ronaldo, a equipa das Quinas lançou-se para a frente do resultado aos 25′ (1-0).

Os suíços, com nova incursão a deslizar até ao flanco direito, estiveram perto da igualdade numa finalização de Seferovic após centro de Mbabu: a bola ainda beijou o ferro da baliza portuguesa (42′).

Seferovic

A terminar o primeiro tempo, Ronaldo lançou João Félix nas costas da defensiva helvética; estorvado por Rodríguez num lance discutível dentro da área, o jovem avançado atirou por cima. Ao intervalo, a seleção orientada por Fernando Santos vencia por 1-0.

Saltando mais alto na área portuguesa, Seferovic provocou alguma agitação junto à baliza de Rui Patrício na abertura da segunda parte. Respondeu Portugal aos 49′ num lance em que João Félix assumiu a variação do jogo com um passe largo para o corredor direito.

Bernardo Silva, aos 53′, foi derrubado por Schar na área helvética. Penálti! No entanto, o árbitro alemão Felix Brych, alertado pelo videoárbitro, fez a revisão de um lance anterior na grande área portuguesa e considerou ter havido uma infração de Nélson Semedo, indicando pontapé de penálti a favor dos suíços. Na transformação do castigo máximo, Rodríguez fez o 1-1 aos 57′.

Golo da Suíça Rodríguez

Ao minuto 60, no seguimento de um canto cobrado sobre a esquerda, Rúben Dias pelo ar, de cabeça, e João Félix, junto ao segundo poste, quase proporcionavam a Portugal o segundo golo no desafio.

Sempre perigosos, os suíços construíram novo lance para abanar a defensiva lusitana aos 65′: Seferovic ganhou o duelo aéreo com Raphael Guerreiro e a bola passou ao lado do poste direito.

João Félix

Uma falta dura de Schar (punido com cartão amarelo) sobre João Félix, aos 69′, gerou um livre favorável a Portugal, descaído para a esquerda, mas sem consequência. No minuto seguinte, o estreante João Félix (primeira internacionalização A) foi rendido por outro avançado formado no Caixa Futebol Campus, Gonçalo Guedes (70′).

A partida perdeu intensidade no último quarto de hora, o medo de perder sobrepunha-se… até que apareceu o pontapé de Ronaldo na área, de primeira, aos 87′, aproveitando um excelente passe de Bernardo Silva na direita. Assim se fabricou o 2-1! O hat-trick do capitão tardou apenas três minutos: em cima dos 90, o camisola 7 luso recebeu na profundidade um passe de Gonçalo Guedes, puxou para dentro e disparou para o 3-1 final. 

Portugal está na final da Liga das Nações, onde no domingo vai encarar o vencedor do Inglaterra-Holanda, que se disputa na quinta-feira!

Onze de Portugal: Rui Patrício; Nélson Semedo, Pepe (José Fonte aos 63′), Rúben Dias e Raphael Guerreiro; Rúben Neves, William Carvalho, Bruno Fernandes (João Moutinho aos 90’+1′) e Bernardo Silva; João Félix (Gonçalo Guedes aos 70′) e Cristiano Ronaldo.

Suplentes: José Sá, Beto, João Cancelo, José Fonte, Mário Rui, João Moutinho, Pizzi, Rafa, Gonçalo Guedes, Diogo Jota e Dyego Sousa.

Onze da Suíça: Sommer; Mbabu, Schar, Akanji e Rodríguez; Xhaka e Freuler (Drmic aos 89′); Zakaria (Edmilson Fernandes aos 71′), Shaqiri e Zuber (Steffen aos 83′); Seferovic.

Suplentes: Mvogo, Omlin, Moubandje, Elvedi, Lang, Okafor, Steffen, Benito, Ajeti, Sow, Drmic e Edmilson Fernandes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.