Título no andebol mais longe após derrota caseira no clássico

Sport Lisboa e Benfica e FC Porto mediram forças esta noite de quarta-feira no Pavilhão n.º 2 da Luz. Clássico da 25.ª jornada da fase regular do Campeonato Nacional de andebol decidido nos momentos finais, com os visitantes a serem mais eficazes: 25-27.

Frente a frente o líder do Campeonato, com 67 pontos, e o 3.º classificado, o SL Benfica, com 62. Cinco pontos apenas a separar duas grandes equipas… e o início da partida mostrou-o!

A equipa pediu e os adeptos responderam, com as bancadas da Luz muito bem compostas para um grande espetáculo de andebol.

Decididos a dar resposta taxativa ao resultado da primeira volta, no Dragão Caixa (28-24), os encarnados entraram com tudo, com o capitão Paulo Moreno a inaugurar o marcador. Início frenético, com os cinco minutos a chegarem com as águias a vencerem por 3-1.

Assertivo e rápido no ataque o Benfica foi carregando, mas do outro lado resposta pronta, com o empate aos 10 minutos a 5 golos a ser sintomático de equilíbrio, um empate que se registava a meio da primeira parte (8-8).

À passagem dos 20 minutos os azuis e brancos saltaram para a frente do marcador. O Benfica tentou reagir, mas alguma falta de eficácia e sorte, e também um Alfredo Quintana a fazer a diferença entre os postes, levou a que ao intervalo os visitantes estivessem na frente: 10-14.

Reentrada em quadra determinada, com o Benfica a correr atrás do prejuízo e a conseguir diminuir distâncias alcançando o empate a 14 golos à passagem do minuto 37. Emoção na Luz e as águias conseguiram mesmo a reviravolta, com Ristovski a rematar de baliza a baliza para o 18-17… estavam jogados 40 minutos!

Que grande jogo! Emoção, determinação, raça, com o equilíbrio a vir novamente à tona… e nova reviravolta. Os dragões reagiram e à entrada para os derradeiros dez minutos venciam por 21-23… Tudo em aberto!

Com três minutos para se jogar, tudo empatado mais uma vez, com Fábio Vidrago a rematar para o 25-25, lançando a incerteza na Luz… Bancadas em apoio à equipa, muita luta e intensidade, com os pormenores a decidirem o clássico. O Benfica teve a oportunidade de se manter no jogo, contudo, desperdiçou um livre de 7 metros… Do outro lado, o FC Porto foi mais eficaz e acabou por vencer por 25-27.

Formação inicial do Benfica: Ristovski, João Pais, Alexandre Cavalcanti, Belone Moreira, Nuno Grilo, Carlos Martins e Paulo Moreno.

A equipa comandada por Carlos Resende torna a entrar em quadra na próxima segunda-feira, dia 4 de março, com uma receção ao Madeira SAD. Esta partida, referente à 14.ª jornada da prova, tem início às 17h30, no Pavilhão n.º 2 da Luz.

“Temos de continuar a trabalhar para termos mais consistência”

Carlos Resende (treinador do SL Benfica): “Com um adversário desta qualidade é necessário estarmos bem durante todo o jogo e não tivemos essa coerência, constância e equilíbrio. Defrontámos um belíssimo adversário, mas a verdade é que demonstrámos que podemos ganhar a estas boas equipas e fica a sensação que poderíamos ter feito bem melhor face ao que produzimos em alguns momentos do jogo. Temos de continuar a trabalhar para termos mais consistência”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.