Miguel Bento e o plano ambicioso para a bilhética da Luz

Histórico. O Benfica atingiu pela primeira vez os 40 mil lugares anuais vendidos na Luz. «Número mágico» para o diretor comercial e de marketing, Miguel Bento, que considera notável o novo registo e espera ainda este ano superar os 100 por cento de ocupação do estádio com a introdução do mercado secundário para os Red Pass.

O Benfica fixou novo recorde de venda de lugares anuais, superando os 47.702, Red Pass e lugares Corporate, da época passada. De que números estamos a falar nesta altura?

No fim de semana passámos os 40 mil Red Pass e estamos hoje com 40.017. Juntando-lhes mais os cerca de oito mil lugares Corporate, são mais de 75 por cento de taxa de ocupação do estádio. Temos de limitar a evolução destes números, porque os sócios são o eixo do desenvolvimento e temos de deixar lugares disponíveis para frequentarem o estádio, entre 10 a 13 mil. Por isso só iremos vender Red Pass até ao jogo com o Belenenses.

Eram expectáveis estes números depois de falhado o penta?

A pergunta faz sentido e tem duas respostas. Do ponto de vista de projeção, não esperávamos. Por causa de todo o histórico e comportamento dos sócios com e na ausência de títulos nos anos mais recentes. Mas do ponto de vista do trabalho o objetivo interno era pelo menos vender mais um lugar que o ano passado, tornando demonstrativa a nossa eficiência e o que vimos a acrescentar de valor ao lugar e à obtenção do lugar, para que as pessoas reconheçam essa valorização e tenham mais razões para comprar lugar. É essa a razão pela qual temos vendido mais, estamos sempre a acrescentar valor e não é por termos chegado aos 40 mil que não o vamos continuar a fazer. E vamos ter novidades que os detentores ainda não conhecem.

Uma delas é que os Red Pass vão poder ser revendidos?

Vamos entrar em março, e com o jogo com o Belenenses, num modelo experimental, em que duas mil pessoas vão poder disponibilizar o seu lugar nos meios digitais do Benfica para comercialização. Depois será questão de oferta e procura. Mesmo que não possam ir ao jogo, ou emprestam a alguém, ou, para redimir o investimento no lugar, podem pô-lo à venda. Depois poderemos dividir a receita com o sócio. Estamos já a trabalhar para aqueles jogos de casa cheia, de título e não só, em que a apetência por lugar é grande e, aí, podemos ocupar o estádio a mais de cem por cento, revendendo lugares e repartindo a receita com o sócio detentor do lugar.

Este início desportivo de 2019 teve contributo decisivo?

Este ano tínhamos dois campeonatos: o do apuramento para a Champions, por força do valor que isso representa do ponto de vista das receitas económicas; e aquele em que estamos envolvidos neste momento e que acabará em maio. Essa primeira vitória foi muito importante. Tivemos um boost. Foi o grande contributo para darmos o pulo e as pessoas terem otimismo numa época de sucesso.

Agora não se sentiu o ‘boost’?

Sim, mas ténue. Em fevereiro vendemos mais lugares que em janeiro e dezembro, mas são números na casa das poucas centenas, não é aí que está o boom. Mas estas últimas centenas permitiram atingir o número mágico de 40 mil.

Estes números não atestam que há reconquista dos adeptos, tónica do discurso de Bruno Lage?

Sim, estou de acordo. E que isto é o corolário de algo que não se cingia apenas a esta época. O que mais notável se pode dizer é que fomos tetracampeões, depois perdemos e melhorámos os números. É sinal de que estamos a dar mais às pessoas e que elas têm confiança no trabalho que tem sido feito. Os sócios têm dito sim a tudo o que o Benfica tem feito por eles.

Não é, então, utópico atingir os 100 por cento de ocupação?

Não. Espero ultrapassar os 100 por cento e isso tem a ver com o mercado secundário. Vou ser franco: espero atingir já este ano mais de 100 por cento pela primeira vez na história de um jogo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.