Bruno Varela revela opinião dos jogadores sobre Bruno Lage

Em entrevista a A BOLA, Bruno Varela falou sobre o trabalho de Bruno Lage à frente da equipa principal das águias. E não tem dúvidas: o Benfica ficou a ganhar com a mudança de treinador.

O que é que se passou no balneário do Benfica com a entrada do Bruno Lage? De repente, a equipa ganhou asas e começou a jogar como ainda não o tinha feito esta época…

É impossível alguém negar isso. A equipa está a jogar muito mais, está a ter melhores resultados, parece que flui de forma mais natural. É complicado explicar. Se calhar podia apontar mil e uma coisas ao mister Rui Vitória, mas não seria justo, pois ele deu dois títulos ao Benfica. Ok, nem sempre jogámos bem, nem sempre fomos a melhor equipa, mas a verdade é que ele ganhou duas vezes o Campeonato, a Taça da Liga, a Supertaça e a Taça de Portugal. Não podemos ser ingratos. Mas também não podemos negar que o Benfica saiu beneficiado com a mudança de treinador. Foi uma espécie de injeção de ideias novas que encaixaram bem nos jogadores. Sou suspeito, porque estive com o Lage nos iniciados e juvenis e foi ele que começou a apostar mais em mim. A verdade é que é um treinador muito bom e não é por acaso que já lhe renovaram o contrato. Posso dizer sem problema algum que, nas semanas em que lá estive, toda a gente estava a elogiar o método de treino, de jogo e o discurso. Ele conseguiu passar uma mensagem para a equipa sem nunca deixar de ser ele. A mensagem passou e quem o conhece sabe que ele é o mesmo de quando me treinou há sete anos.

19 de março de 2017. FC Porto e Vitória de Setúbal empatam a um golo no Estádio do Dragão. Na baliza da equipa sadina estava Bruno Varela. Jogo que o guarda-redes não esquece. E que não se importava de reviver.

Se tivesses oportunidade de voltar a jogar um jogo, qual escolhias?

FC Porto-Vitória de Setúbal: o jogo em que fui mais assobiado, que me chamaram mais nomes, que me atiraram isqueiros, moedas e bolas de golfe verdadeiras. Tive sorte que não me acertaram com nada. Apesar de ter sofrido um golo, empatámos 1-1, foi um jogo marcante, porque se o Porto ganhasse ia para primeiro e, no fim de semana seguinte, havia um Benfica-Porto. Posso dizer que desfrutei mais desse jogo do que um clássico pelo Benfica por essas razões. O estádio estava cheio, porque, como o Benfica tinha empatado no dia anterior, as pessoas já estavam a perspetivar o primeiro lugar antes de irem à Luz. Gostava de o repetir, com os meus companheiros da altura do Setúbal, mas sem bolas de golfe [risos].

O ambiente hostil dá-te mais pica?

Tenho de assumir que sim. É claro que adorei jogar na Luz, ser aplaudido, porque o meu sonho sempre foi defender a baliza da equipa principal e felizmente já o cumpri. É um sentimento diferente: aquele ambiente do estádio da Luz arrepia-me. Ia ver alguns jogos quando tinha seis e sete anos e aquilo para mim era um mundo, nunca imaginei estar lá dentro. Mas com o Porto há aquela rivalidade lixada, porque eles sabem que eu sou benfiquista. Gosto de jogar nos estádios dos adversários quando estão cheios… Os adeptos deles assobiam quando temos a bola, assobiam quando demoro mais um bocado a repor a bola em jogo, quando faço uma boa defesa e gosto daquele silêncio no estádio quando o golo é da minha equipa.

Não pensas ir ao Porto em breve, pois não [risos]?

Acho que eles percebem o que eu quero dizer. A rivalidade faz parte e é uma forma de respeito. Mas também não estou a pensar ir muito em breve, não [risos].

«O Luisão era único e o líder que todas as equipas deveriam ter.» Bruno Varela recordou a voz de comando do antigo capitão no balneário do Benfica.

Com Bruno Lage, o Gabriel ganhou uma nova vida e a aposta nos miúdos da casa tem corrido bem…

Sempre vi nele muita qualidade, mas a verdade é que as coisas não lhe estavam a sair e o discurso do Lage arrebitou-o. A mensagem de Bruno Lage contagiou toda a equipa e o facto dele rodar tanto é muito bom, porque os jogadores sentem que contam e quando entram nota-se um maior entrosamento. Parece que sai tudo com mais naturalidade… A jogar assim, o Benfica tem tudo para ser campeão.

Já lá vai o tempo em que os miúdos chegavam todos encolhidos à equipa principal. Agora, parecem ser os novos patrões…

Os miúdos são muito bem recebidos. Por exemplo: o Félix, um miúdo cheio de qualidade, chegou ali e o pessoal começou logo a meter-se com ele para que se sentisse à vontade como na equipa B. E quando falo do Félix, falo do Ferro, do Florentino, do Jota ou do Gedson. O Benfica tem melhorado muito nisso também. Quando comecei a treinar com a equipa principal, a ascensão não era tão fácil, apesar do pessoal ser tranquilo e boa gente. Mas o facto do Benfica ter hoje muitos portugueses ajuda muito, por causa da língua e porque fizemos todos mais ao menos o mesmo percurso. Contudo, os estrangeiros também são porreiros e tanto recebem bem quem chega do Barcelona como da segunda divisão espanhola. Há um grande espírito de grupo que permite que os miúdos cheguem ali e não tenham problemas em assumir o jogo. Têm mostrado um à vontade fora do comum que só beneficia a equipa.

Agora que o chefe Luisão saiu, quem é que impõe ali respeito?

O Luisão era único e era o líder que todas as equipas deveriam ter. Era boa pessoa, mas quando tinha de dar uns arranques, dava, e eu levei uns quantos. Sei bem o que é levar nas orelhas [risos]. Mas isso é muito bom, sobretudo quando somos jovens. Aprendi muito com ele. Agora, temos um conjunto de líderes em vez de um só: o Jardel e o André Almeida que estão há mais tempo. Também gosto de incluir o Pizzi, porque, apesar de ser mais palhacito, é importante na integração dos novos jogadores. Depois, há o Salvio e o Rúben que também têm espírito de liderança.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.