Está complicado o regresso de Diamantino a Moçambique

Está complicado o regresso de Diamantino Miranda ao futebol moçambicano. O técnico português, que tinha tudo acertado para orientar a Liga Desportiva de Maputo, não tem autorização para trabalhar em Moçambique, após ter sido expulso do país em 2013 quando treinava o Costa do Sol.

Nesta altura o regresso de Diamantino Miranda é de todo improvável, conforme esclareceu o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco.

«Diamantino Miranda não pode fixar residência em Moçambique, por ter sido expulso do nosso país. Mas querendo, porque lhes assiste, as entidades lesadas (Liga Desportiva de Maputo) podem recorrer da decisão», explicou. José Pacheco afirmou ter havido distração por parte da entidade que firmou o acordo de cedência do treinador português ao não prestar a devida atenção na legislação moçambicana.

«No nosso país, o quadro jurídico moçambicano permite que quando um cidadão estrangeiro se confronta a um determinado nível com a legislação possa perder direito a residência. É o que aconteceu com o cidadão Diamantino que foi expulso do nosso país».

O treinador foi expulso do país em 2013, quando treinava o Costa do Sol, depois de ter afirmado que «todos os moçambicanos são ladrões» ao reagir à arbitragem de um jogo. Dois dias depois de ter recebido a ordem de expulsão,  pediu desculpa em conferência de imprensa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.