Onze de Lage em Alvalade no “desmame” de Fejsa e Jonas

O Benfica estará quase na máxima força para o dérbi em Alvalade perante as ausências de Jonas e Fejsa. Estes são sinais dos tempos que se vivem no clube da Luz, que está a apostar num treinador e numa equipa que parecem viver tranquilamente sem dois dos mais importantes jogadores da era Rui Vitória.

Bruno Lage deve, pois, apresentar o seu modelo preferido, 4x4x2, com a sua equipa preferida: Vlachodimos na baliza, André Almeida na direita, Rúben Dias e Jardel no eixo defensivo, Grimaldo no flanco esquerdo; depois, linha de quatro a meio campo, com Pizzi na direita, Samaris e Gabriel ao centro, Rafa na esquerda. Na frente, João Félix e Seferovic.

O médio sérvio Fejsa e o ponta de lança brasileiro Jonas continuam distantes das melhores condições físicas. No entanto, e caso estivessem dispiniveis, o mesmo não significaria entrada direta no onze titular em Alvalade. O técnico português de 42 anos parece destinado a ser o obreiro do “desmame” que a equipa tem tido recentemente quanto a Fejsa e Jonas, duas pedras do plantel que por imensas vezes estiveram entregues ao departamento clínico dos encarnados.

A saída de Rui Vitória e a entrada de Bruno Lage revelaram um Samaris diferente, mais envolvido com a equipa e que oferece ao meio campo soluções diversificadas. Fejsa é quase inexistente em termos ofensivos, mas o internacional grego é capaz de ajudar na construção e tem capacidade técnica superior à do médio sérvio. A sua ascensão na importãncia hierarquica no plantel pode ser decisiva para a sua renovação com as águias. Recorde-se que Samaris pode já comprometer-se livremente com qualquer clube, uma vez que termina vínculo com as águias no final desta temporada.

Quanto a Jonas, pouco mais poderá fazer do que esperar por uma brecha no ataque, pois traria rótulo de injustiça uma mudança súbita que conduzisse Seferovic ou João Félix ao banco dos suplentes, quando são dois dos principais responsáveis pela retoma benfiquista, com golos e assistências. Depois surge agora o altamente promissor João “Jota” Felipe.

 Não é por acaso que se fala também de um onze-tipo de Lage. A equipa inicial que defrontou e ajudou a golear o Boavista (5-1) é precisamente aquela que deve entrar em campo hoje e algumas dúvidas que o treinador português de 42 anos terá tido inicialmente parecem agora dissipadas.

Encontrou, pois, o centro do meio campo, com Gabriel e Samaris, e ainda terá escolhido um dono para o lado esquerdo do meio campo, que pertence agora a Rafa, mas também chegou a ser de Franco Cervi e do internacional sérvio Andrija Zivkovic.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.