Bruno Lage: “Acredito que seremos uma equipa muito competitiva”

Sport Lisboa e Benfica e Vitória de Guimarães medem forças na sexta-feira (21h15), numa partida referente à 18.ª jornada da Liga NOS, que terá como palco o Estádio Dom Afonso Henriques. Bruno Lage, treinador do Clube, já fez a antevisão à partida em conferência de Imprensa.

Como se prepara um jogo com três dias de intervalo frente à mesma equipa?

Como se prepara? Estamos num processo de renovação de sistema, em que estamos a passar do 4x3x3 para o 4x4x2. Estamos a treinar sem criar desgaste. E isso tem sido feito com o recurso ao vídeo, de forma a fazer a abordagem do que pretendemos para o jogo e do que pretendemos continuar a fazer. Com o vídeo fazemos, ainda, a análise ao adversário.

Luís Castro, na antevisão a este jogo, considerou que o V. Guimarães vais estar mais forte. Tem a mesma convicção em relação ao Benfica?

Também acho que estaremos mais fortes, porque temos mais três dias para evoluir. Com esta sequência de jogos acabamos por estar mais sólidos ofensiva e defensivamente. Analisámos o jogo anterior e já passámos a informação à equipa.

Os regressos do André André e do Tozé no V. Guimarães e a ausência de Rúben Dias no Benfica fará com que o jogo seja mais difícil?

São dois bons jogadores, mas eu acredito no jogo e no processo coletivo. As individualidades podem fazer a diferença, mas considero que o coletivo é sempre mais forte.

Bruno Lage

O campeonato vai entrar na segunda volta. A estatística diz-nos que o Benfica nunca recuperou de uma desvantagem de cinco pontos. Isso mexe consigo de forma negativa ou é uma motivação por poder ficar na história?

Não vi a estatística, mas acredito no que me diz. Ainda assim, não é algo que me preocupe. O meu foco é na tarefa, no treino e no jogo. O que me interessa é que os jogadores tenham o foco no jogar bem e em ganhar o jogo.

Nos meses de janeiro e fevereiro, o Benfica vai ter muitos jogos. Isso pode ser prejudicial?

Sim. Fala-se no intervalo dos jogos. Tem de se ver que ter dois, três jogos com poucos dias de intervalo não é benéfico. Em janeiro e em fevereiro a carga de jogos é enorme e há maior risco de lesões. Dessa forma, o jogador não consegue jogar. Temos de pensar na recuperação do jogador e no futebol.

Pretende ter um plantel mais curto para otimizar trabalho? O que pensa dos regressos de André André e Tozé nos vimaranenses?

O que interessa é que todos os jogadores estejam disponíveis para tornar a equipa mais competitiva. O André André e o Tozé são dois bons jogadores, com qualidade, e o V. Guimarães estará mais forte. Acredito que seremos uma equipa muito competitiva.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.