Benfica B sofre primeira derrota caseira ante o Braga B

O Benfica B esteve na frente do resultado em dois momentos da receção ao Braga B na 17.ª jornada da II Liga, no Caixa Futebol Campus, mas acabou por ceder os três pontos ao visitante: 2-3.

Com uma abordagem positiva e ambiciosa, a equipa benfiquista entrou com o pé direito na partida e rapidamente fez abanar as redes dos arsenalistas.

[GOLO: 1-0] Aos 4′, Tiago Dantas, pelo corredor central, acelerou a jogada e proporcionou a entrada de Jota na esquerda. O internacional Sub-21 português foi no um para um, conquistou metros para cruzar e colocou a bola sobre a zona do segundo poste, aparecendo Willock a chutar para dentro da baliza.

Num encontro espevitado nos minutos iniciais e em que sobressaía a vontade de praticar bom futebol e com velocidade, o Braga B dispôs de uma aberta e empatou.

[GOLO: 1-1] Denisson, aos 7′, conduziu o ataque pela esquerda e levantou para o interior da área, para André Ribeiro executar um pontapé, com mais colocação do que força, que bateu o guardião Fábio Duarte.

Sobre o minuto 15, o Benfica B criou algum perigo, com Jota no último toque após cruzamento da asa direita, mas o guarda-redes visitante, Tiago Pereira, estava bem posicionado e recolheu a bola.

O segundo quarto de hora do desafio foi discutido e ficou evidente a determinação dos jogadores nos duelos, mas, com as duas equipas encaixadas taticamente, o ritmo baixou um pouco e não foram vistas oportunidades de golo.

Uma ofensiva gerada no flanco direito, com Alex Pinto na manobra, levou a bola até aos pés de Jota, aos 33′, mas o remate do camisola 73 das águias, desferido em posição frontal, não acertou na baliza.

Mais posse de bola para as águias (a rondar os 60 por cento), mas o primeiro tempo terminou com as equipas empatadas: 1-1.

A segunda metade do desafio acordou com uma ameaça logo ao minuto 46. No seguimento de um canto cobrado sobre o lado esquerdo do ataque do Benfica B, o guarda-redes Tiago Pereira viu-se em dificuldades, mas a bola seria afastada da grande área.

As águias procuraram fazer combinações com mais velocidade e aumentar a intensidade da pressão, mas o Braga B também se ia mostrando disponível para responder, preferencialmente em saídas rápidas. 

Com 60 minutos de jogo, Tiago Pereira defendeu um remate de Jota, na esquerda da área bracarense, e segurou o 1-1.

O mesmo Jota, aos 62′, num lance com vistosa elaboração no exterior da área, recuperou o “diálogo” com o guardião arsenalista, disparando com força para a defesa de Tiago Pereira.

A primeira alteração no xadrez benfiquista aconteceu aos 68′: Zé Gomes foi substituído por Saponjic.

[GOLO: 2-1] Jota estava ligado à corrente e, aos 70′, depois de controlar a bola na esquerda, derivou uns metros para dentro e centrou largo para o domínio de Nuno Santos, que prontamente chutou de pé direito, cruzado, para as redes.

Tal como na primeira parte, os arsenalistas reagiram de imediato aos estragos provocados na sua baliza.

[GOLO: 2-2] Depois de um ataque rápido pela esquerda e defesa do guarda-redes Fábio Duarte, a bola ficou à mercê de Henry, que, aos 72′, só teve de encostar o corpo à bola para igualar novamente o desafio.

[GOLO: 2-3] Num lance individual, Ibrahima furou pelo meio e depois fez um chapéu a Fábio Duarte, aos 80′, adiantando os bracarenses no marcador pela primeira vez no encontro.

Gonçalo Ramos (rendeu Nuno Santos aos 82′) e Rodrigo Conceição (substituiu Nuno Tavares aos 85′) foram lançados no jogo na tentativa de corrigir o resultado nos instantes finais, mas, apesar da superioridade das águias ao longo do encontro, o 2-3 haveria de prevalecer até ao derradeiro apito do árbitro.

O Benfica B mantém-se no quarto lugar da tabela classificativa, com 28 pontos. Na próxima quarta-feira (16 de janeiro), em jogo de acerto de calendário, os encarnados recebem o Ac. Viseu no Caixa Futebol Campus, às 15h00.

Onze inicial do Benfica: Fábio Duarte; Alex Pinto, Kalaica, Ferro e Nuno Tavares; Florentino Luís, Tiago Dantas e Nuno Santos; Jota, Willock e Zé Gomes.

Suplentes: Daniel Azevedo, Tomás Tavares, Miguel Nóbrega, Benny, Gonçalo Ramos, Rodrigo Conceição e Saponjic.

Boletim clínico: David Tavares (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho esquerdo); Ricardo Araújo “Jorginho” (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho esquerdo); Vitalii Lystcov (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho esquerdo); Diogo Mendes (lesão muscular na face anterior da coxa esquerda); Daniel dos Anjos (status pós-cirúrgico ligamentoplastia no joelho direito); Ivan Zlobin (traumatismo da anca e da parede abdominal).

Nélson Veríssimo

“Eficácia foi fator determinante”

Nélson Veríssimo (treinador adjunto do Benfica B): “Foi um jogo em que chegámos à vantagem por duas vezes e não conseguimos mantê-la. Esse foi um fator que teve peso. O Braga B apresentou-se com linhas defensiva e média bem juntas, como esperávamos, e criou-nos alguns problemas na transição, foi assim que sofremos os golos. Estamos insatisfeitos pelo resultado, mas temos de dar os parabéns aos nossos jogadores pela entrega.”

Nuno Santos (médio do Benfica B): “Durante as duas partes fomos claramente superiores, fomos nós que quisemos ir à procura da vitória, mas o fator determinante foi a eficácia. O Braga B teve duas oportunidades na segunda parte e marcou. Estivemos por cima do resultado por duas vezes, mas não conseguimos manter a vantagem. Na quarta-feira temos já outro combate importante contra o Ac. Viseu.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.