Gedson, Félix e Jovic entre os 50 destaques de 2018 e a seguir em 2019

A UEFA pediu à equipa de repórteres que tem espalhada pela Europa para escolher 50 jovens que se destacaram em 2018 e que poderão estar em destaque no novo ano. Na crónica denominada “craques do futuro” entram três português.

São eles João Félix e Gedson Fernandes, ambos do Benfica, e ainda Rafael Camacho do Liverpool. Na lista aparecem ainda os nomes de Éder Militão, central brasileiro que representa o FC Porto, e também Luka Jovic, avançado sérvio que milita no Eintracht Frankfurt por empréstimo do Benfica.

Eis as escolhas da UEFA:

Ilzat Akhmetov (RUS, 21 – CSKA Moscovo): Estreou-se pelo Rubin aos 16 anos em 2016; é habitualmente titular no meio-campo do CSKA e foi eleito jogador jovem do ano na Rússia.

Ethan Ampadu (GAL, 18 – Chelsea): O defesa-central de cabelo “rasta” fez os primeiros três jogos pelo País de Gales em 2018 e participou em dois jogos da UEFA Europa League pelos “blues”.

Emil Audero (ITA, 21 – Sampdoria): Descendente de indonésios, o guarda-redes de 1,92m tem estado em destaque no clube de Bérgamo, onde joga emprestado pela Juventus; habitual titular na Serie A e nos Sub-21 de Itália.

Nicolò Barella (ITA, 21 – Cagliari): Qualidade, personalidade e determinação: o capitão do Cagliari tem tanto de dureza como de técnica. O médio Radja Nainggolan, do Inter, vê Barella como seu herdeiro.

Sander Berge (NOR, 20 – Genk): Os pais do médio foram jogadores de basquetebol, e isso nota-se. Tem 1,90m de altura, é titular pela Noruega e marcou duas vezes nesta UEFA Europa League.

Josip Brekalo (CRO, 20 – Wolfsburgo): Internacional sénior pela Croácia, o atacante do Wolfsburgo joga e marca com incrível regularidade na Bundesliga.

Rafael Camacho (POR, 18 – Liverpool): Cheio de “alegria a jogar”, de acordo com o treinador Jürgen Klopp, o extremo português brilhou durante a pré-época e aguarda pela sua oportunidade na equipa principal, pela qual tem sido suplente não utilizado.

Giorgi Chakvetadze (GEO, 19 – Gent): Médio-atacante veloz e com bons pés, já foi apelidado de “Kaká georgiano”.

Fedor Chalov (RUS, 20 – CSKA Moscovo): Apontou dois golos na fase de grupos da UEFA Champions League e é actualmente o melhor marcador da Liga russa com nove tentos.

Samu Chukwueze (NIG, 19 – Villarreal): Parecido a jogar com Arjen Robben, o extremo nigeriano tem vindo a agitar a Liga espanhola e a UEFA Europa League com técnica e agressividade.

Alphonso Davies (CAN, 18 – Bayern): O extremo internacional pelo Canadá, nascido no Gana, ingressou no Bayern em Janeiro de  2019 após marcar bons golos pelo Vancouver Whitecaps.

Merih Demiral (TUR, 20 – Alanyaspor): O defesa-central que passou pela formação do Sporting, clube que o cedeu ao Alanyaspor, estreou-se na selecção da Turquia em Novembro e é comparado ao antigo internacional Alpay Özalan.

Moussa Diaby (FRA, 19 – Paris): Emprestado ao Crotone na segunda metade da época passada, Diaby brilhou como lateral-esquerdo pelo clube da sua cidade ao marcar na Ligue 1 e estrear-se na UEFA Champions League.

João Félix (POR, 19 – Benfica): O médio-atacante estreou-se esta época na Liga portuguesa e logo ao segundo jogo marcou um golo importante no empate 1-1 com o Sporting. Fez igualmente a primeira partida na UEFA Champions League.

Gedson Fernandes (POR, 19 – Benfica): Nascido em São Tomé, Gedson está no Benfica desde os dez anos. Médio-centro habilidoso com remate potente de meia-distância, fixou-se na equipa titular e já é internacional sénior por Portugal.

Arnaut Groeneveld (HOL, 21 – Club Brugge): O extremo-esquerdo apontou um belo golo frente ao Atlético na UEFA Champions League e fez o segundo jogo pela selecção principal da Holanda num amigável diante da Bélgica.

Robert Gumny (POL, 20 – Lech Poznan): O defesa-direito, outro talento formado pelo Lech, é já habitual titular e pode despertar a atenção no próximo EURO Sub-21 em casa.

Ianis Hagi (ROM, 20 – Viitorul): Capitão do campeão Viitorul – o clube detido e treinado pelo seu pai, o famoso Gheorghe Hagi, apresenta alguma da verve atacante do progenitor.

Amadou Haidara (MLI, 20 – Salzburgo): O médio lesionou-se com gravidade num joelho em Novembro, mas deve voltar a mostrar a sua visão e o seu estilo de jogo na Primavera.

Achraf Hakimi (MAR, 20 – Dortmund): Emprestado pelo Real Madrid, o qual representou na edição passada da UEFA Champions League, o defesa-direito marroquino tem estado em grande forma na Bundesliga.

Kai Havertz (ALE, 19 – Leverkusen): Elogiado pelas suas actuações na fase de grupos da UEFA Europa League, Havertz tornou-se no mais jovem jogador da história da Bundesliga a chegar aos 50 jogos.

Callum Hudson-Odoi (ING, 18 – Chelsea): Chegado ao plantel sénior pela mão de Maurizio Sarri, o médio-ofensivo dos Sub-19 de Inglaterra marcou na UEFA Europa League.

Luka Ivanusec (CRO, 20 – Lokomotiva Zagreb): O mais novo jogador a marcar pela Croácia aos 18 anos, o médio é altamente cotado no seu país e tem-se destacado nos Sub-21.

Luka Jovic (SRV, 21 – Eintracht): Cedido pelo Benfica, o avançado sérvio chegou aos dois dígitos nos golos marcados esta época na Bundesliga e apontou cinco na fase de grupos da UEFA Europa League.

Ozan Kabak (TUR, 18 – Galatasaray): As lesões de vários colegas da equipa principal encurtaram o desenvolvimento do defesa-central e obrigaram-no a ter de jogar no campeonato e na UEFA Champions League; é esperada a estreia pela Turquia em breve.

Alban Lafont (FRA, 19 – Fiorentina): Após três temporadas na equipa principal do Toulouse, o guarda-redes nascido no Burkina Faso está a mostrar do que é capaz na Serie A.

Andriy Lunin (UCR, 19 – Leganés): Cedido pelo Real Madrid, o guarda-redes possui excelentes reflexos e bom jogo de pés; não sofreu golo em três jogos seguidos por clube e selecção no Outono.

Weston McKennie (EUA, 20 – Schalke): Apesar de jogar habitualmente mais recuado, o texano é um recuperador de bolas e gosta também de avançar com o esférico; estreou-se a marcar na UEFA Champions League em Outubro.

Brais Méndez (ESP, 21 – Celta): Presença habitual no meio-campo do Celta, Méndez marcou na estreia pela Espanha contra a Bósnia e Herzegovina no passado mês.

Nikola Milenkovic (SRV, 21 – Fiorentina): A lateral-direito ou defesa-central, o sérvio não engana; está debaixo do radar de vários clubes grandes e tem marcado golos na Serie A.

Éder Militão (BRA, 20 – FC Porto): Impressionante na primeira aventura na Europa no centro da defesa do Porto na Liga portuguesa e na UEFA Champions League, já é internacional sénior pelo Brasil. Rápido, bom fisicamente e forte nas bolas pelo ar.

Juan Miranda (ESP, 18 – Barcelona): O defesa-esquerdo foi o rei das assistência na caminhada rumo à vitória do Barcelona na UEFA Youth League em 2018; estreou-se na UEFA Champions League em Dezembro.

Nikola Moro (CRO, 20 – Dínamo Zagreb): Os grandes clubes europeu tinham o médio sob observação antes de sofrer uma lesão grave; espera-se que continue assim quando estiver de volta.

Arijanet Muric (KOS, 20 – Man. City): Suplente de Ederson, Muric foi chamado a Manchester quando estava emprestado ao NAC Breda, da Holanda, quando Claudio Bravo se lesionou.

Vitaliy Mykolenko (UCR, 19 – Dínamo Kyiv): O jovem lateral-esquerdo tem mantido o experiente internacional croata orata Josip Pivaric fora da equipa do Dínamo. Estreou-se pela Ucrânia em Novembro.

Florian Müller (ALE, 21 – Mainz): Destacou-se durante o Outono na equipa principal. “É um guarda-redes extremamente talentoso”, disse o treinador do Mainz, Sandro Schwarz.

Reiss Nelson (ING, 18 – Hoffenheim): Emprestado pelo Arsenal, Nelson tem estado em evidência com boas exibições e golos, tendo participado na campanha do Hoffenheim na UEFA Champions League.

Stanley N’Soki (FRA, 19 – Paris): Defesa ou médio, N’Soki assinou o seu primeiro contrato profissional em Setembro e tem feito alguns jogos na equipa principal do Paris, apesar da forte concorrência.

Dani Olmo (ESP, 20 – Dínamo Zagreb): Eleito Jogador do Ano pelos capitães das equipas da Liga croata, o antigo avançado que começou no Barcelona tem feito bons jogos na UEFA Europa League.

Ricard Puig (ESP, 19 – Barcelona): Estrela na campanha vitoriosa do Barcelona na UEFA Youth League, o seu estilo e estatura levaram a comparações com Lionel Messi.

Ionu? Radu (ROM, 21 – Génova): O guarda-redes e capitão dos Sub-21 da Roménia pertence aos quadros do Inter e está na sua segunda época de empréstimo; tem jogado com regularidade na Serie A.

Javier Sánchez (ESP, 21 – Real Madrid): Com dois bons pés e sentido posicional, o defesa-central estreou-se nos seniores do Real Madrid no Outono.

Jadon Sancho (ING, 18 – Dortmund): Autor de cinco golos na sua primeira época na Bundesliga, o ágil extremo tem estado em alta e estreou-se pela selecção principal de Inglaterra em Outubro.

Ismaïla Sarr (SEN, 20 – Rennes): Despertou a atenção internacional graças ao fantástico golo marcado na UEFA Europa League contra o Jablonec. Sér o novo Ousmane Dembélé?

Mykola Shaparenko (UCR, 20 – Dínamo Kyiv): O organizador de jogo apontou um belo golo na UEFA Europa League diante do Rennes e ajudou o Dínamo a vencer o grupo; internacional em quatro ocasiões em 2018.

Unai Simón (ESP, 21 – Athletic): Titular dos Sub-21 da Espanha, Simón preencheu o posto na baliza do Athletic deixado vago pela saída de Kepa Arrizabalaga no Verão.

Oliver Skipp (ING, 18 – Tottenham): Titular pela primeira vez no Tottenham em Dezembro, dele disse o treinador Mauricio Pochettino: “Vai provar que merece estar na equipa principal.” E provou…

Emile Smith Rowe (ING, 18 – Arsenal): Ainda à espera de estrear-se na Premier League, o veloz Smith Rowe deixou marca com dois golos na fase de grupos da UEFA Europa League.

Martin Terrier (FRA, 21 – Lyon): O avançado estreou-se esta época na UEFA Champions League e mostrou toda a sua classe ao marcar sete golos pela França na fase de qualificação do EURO Sub-21.

Dayot Upamecano (FRA, 20 – Leipzig): Elegante a jogar, mas forte fisicamente, o francês é visto como um dos mais promissores defesas-centrais a nível mundial.

Vinícius Júnior (BRA, 18 – Real Madrid): Rápido, brilhante e entusiasmante, o brasileiro marcou os seus primeiros golos pelo Real Madrid em Novembro e esperam-se mais alguns em 2019.

Nicolò Zaniolo (ITA, 19 – Roma): Médio moderno, estreou-se como sénior na UEFA Champions League no terreno do Real Madrid e foi chamado pela primeira vez à selecção principal de Itália antes de jogar nos Sub-21.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.