Rui Vitória pragmático: “Estamos nas quatro frentes”

Rui Vitória analisou o empate a uma bola na casa do Desportivo das Aves que valeu a presença na final four da Taça da Liga, que se realiza no mês de janeiro, em Braga. Elevou o feito alcançado, apontou à conquista da 8.ª edição da prova e sublinhou: “Estamos nas quatro frentes.”

Objetivo alcançado

“Sabíamos que ia ser um jogo difícil. Atingimos o objetivo que era estar na final four, voltar a lá estar. Temos tido uma densidade de jogos muito grande, tivemos a pausa natalícia e tínhamos dois resultados que nos interessavam [empate e vitória]. Queríamos vencer, mas encontrámos uma equipa que se bateu bem, que está habituada a lutar por estes minitorneios. Ganhámos a acesso à final four e ficámos em 1.º lugar na fase de grupos. A meio de janeiro vamos disputar a final four.”

“O Aves também queria vencer o jogo e teve uma boa postura. Não fomos, naturalmente, em termos qualitativos a equipa que jogou com o SC Braga. Estamos satisfeitos por alcançar o objetivo.”

Aves-Benfica

A importância de seguir em quatro frentes

“Por mais que possamos dizer o contrário, o facto de podermos jogar com dois resultados e depois desta série que temos vindo a fazer em que acabámos por treinar ontem [quinta-feira] e viajámos… Se houvesse a necessidade premente de vencer, teríamos uma abordagem diferente. Atingimos o objetivo, estamos nas quatro frentes.”

Aves-Benfica

Na Taça da Liga com ambição

“Temos sempre esses objetivos e em todas as competições em que entramos, tentamos vencer e é o que queremos nesta competição. A Taça da Liga não está muito bem desenhada, mas vamos à final four para disputar o primeiro jogo e depois para ganhar a competição. Entramos nela para vencer.”

Aves-Benfica

Calendário competitivo carregado

“Acabámos de fazer uma série de oito jogos [no mês de dezembro], três em casa, cinco fora. Nos três em casa marcámos muitos golos, fora nem tanto, mas atingimos objetivos. Vamos com 30 jogos [oficiais] em cima e os jogadores descansaram agora um pouco no Natal.”

“Os jogadores não são máquinas. Repito: são três dezenas de jogos na época, oito neste período de dezembro. O último jogo que tivemos no campeonato foi de intensidade máxima. Nem todos os jogos podem ser de enorme qualidade exibicional. Nem na nossa equipa, nem em nenhuma. O importante é atingir objetivos e estamos a atingi-los.”

Desejos para 2019

“Desejo entrar neste novo ano com vitórias e alcançar os objetivos que pretendemos. Acima de tudo, estarmos cada vez mais unidos.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.