Foi à Benfica. Foi à Rui Vitória(s)

Competente e mortífero, o Benfica venceu o Braga por 6-2 na 14.ª jornada da Liga NOS. Praticamente 13 meses depois, as águias voltaram a marcar meia dúzia de golos numa só partida do campeonato na Catedral (não o faziam desde a receção ao V. Setúbal em 26 de novembro de 2017). Os encarnados construíram o sétimo triunfo seguido (estão na melhor série da época).

Com uma atuação digna de nota máxima, a equipa orientada por Rui Vitória foi a primeira a apontar seis golos num jogo nesta edição da Liga NOS, sendo já, antes da conclusão do V. Guimarães-Sporting, a mais realizadora da principal competição nacional (31 golos).

Uma ligação perfeita entre a equipa e os adeptos no Estádio da Luz conduziu o Benfica a uma exibição segura, empolgante e recheada com golos no primeiro tempo da partida com os bracarenses.

Depois de vários ataques e de diversas tentativas para descompor a defensiva arsenalista, as águias, pela visão de Jonas, rasgaram uma entrada pelo eixo, com Pizzi a dominar a bola picada sobre os centrais, mas a ser desfeiteado por um adversário quando se preparava para armar o remate. Era um aperitivo para o que viria a seguir.

Um lance bem trabalhado, aos 19′, teve como consequência um cruzamento de Pizzi, a partir da esquerda da área, à procura de Jonas perto do poste contrário; o Pistolas disparou de primeira, mas torto, gorando-se uma clara oportunidade para agitar as redes da equipa minhota.

[GOLO: 1-0] Após nova ameaça, os comandados de Rui Vitória saltaram para a frente do marcador. Grimaldo, sobre a asa esquerda, prolongou a ofensiva com um passe rasteiro na direção de Pizzi, que recebeu, avançou, derivou para dentro e, pisando já na grande área, atirou cruzado, com colocação e força. Tiago Sá bem se estirou, mas não tinha maneira de suster o pontapé do camisola 21 do Benfica.

O Braga não dispunha de grandes espaços na zona ofensiva e foi com remates executados em terrenos exteriores que esboçou a reação. Depois de Ricardo Horta (23′) atirar por alto, Fransérgio disparou de meia distância e fez a bola roçar na parte superior da barra, com Odysseas a voar (24′). Dyego Sousa, aos 26′, escapou na direita, mas não teve ângulo para melhor do que um tiro que levou o esférico a tocar nas malhas laterais.

O melhor momento reativo dos bracarenses na etapa inicial aconteceu aos 34′, quando Ricardo Horta recebeu um passe curto na área para ficar frente a frente com Odysseas, perdendo o duelo com o guarda-redes das águias.

[GOLO: 2-0] Implacável, o Benfica abriu o laboratório aos 39′ para elevar a contagem. Zivkovic, no lado direito, executou o pontapé de canto e, no meio da área, Jardel movimentou-se para iludir a marcação e saltar mais alto do que o guarda-redes Tiago Sá, cabeceando para as malhas.

Insaciável, o Benfica partiu em busca do 3-0 ainda antes de se atingir o tempo de intervalo, mas Jonas, no cara a cara com Tiago Sá, não conseguiu picar a bola sobre o corpo do guardião arsenalista (41′). Em cima do minuto 45, Cervi importunou Esgaio, que errou num primeiro instante, mas foi capaz de corrigir logo a seguir, cortando para canto.

Disposto a ampliar a diferença e não dar esperanças ao visitante, o Benfica arrancou com velocidade e eficácia na segunda parte.

[GOLO: 3-0] Aos 48′, Cervi, pela esquerda, lançou Grimaldo, que entrou na área, cruzou e atacou a bola devolvida pelo corte de Marcelo Goiano, rompendo depois entre este e Bruno Viana, para bater Tiago Sá com um remate simples junto ao poste mais próximo.

[GOLO: 3-1] Apesar do diferencial, o Braga esforçou-se por atenuar os estragos que o vendaval ofensivo do Benfica ia provocando no relvado da Catedral. Sequeira, aos 51′, subiu na esquerda e cruzou para um golpe de cabeça certeiro de Dyego Sousa.

Os encarnados somavam lances de entendimento e combinações rápidas nos últimos metros do terreno de jogo, espalhando instabilidade na defensiva bracarense.

[GOLO: 4-1] Fruto de nova articulação rápida das suas unidades mais incisivas, o Benfica alargou o recital e deu-lhe outra expressão aos 54′, quando Gedson largou a bola para a entrada de Cervi na esquerda da área, de onde o internacional argentino cruzou rasteiro para a emenda mortífera de Jonas na pequena área.

Com muita qualidade combinada nas zonas de decisão, o Benfica continuou a dar robustez à sua exibição e aos números no marcador, mesmo se as peças iam mudando. Jonas, aos 62′, foi o primeiro jogador a sair na equipa encarnada, sendo rendido por Seferovic.

[GOLO: 5-1] André Almeida, aos 62′, fez um arremesso lateral na direita, solicitando o recém-entrado Seferovic, que serviu, com um passe curto, a infiltração de Zivkovic na direita, com o sérvio a centrar para a entrada veloz e certeira de Cervi, a concluir o bonito lance de ataque com o pé esquerdo.

Em mais um lance de bola parada, o Benfica criou dificuldades aos arsenalistas aos 66′. Jardel, no seguimento de um livre batido sobre o flanco esquerdo, impôs-se no duelo aéreo e Tiago Sá, em cima da linha de baliza, teve de sacudir o esférico para canto.

[GOLO: 6-1] No desenvolvimento do pontapé de canto, uma combinação entre Pizzi e Zivkovic deixou o português em posição para serpentear na esquerda da área minhota, cruzando para corte de cabeça de Claudemir. O esférico caiu uns metros à entrada da área, onde estava André Almeida, que sem cerimónias, aplicou um poderoso e colocado tiro de pé esquerdo. A bola entrou no ângulo superior! Foi o sexto jogador diferente a faturar pelas águias neste desafio.

Ainda antes de Conti entrar em ação para render Jardel no eixo da defesa benfiquista, o Braga acercou-se da área de Odysseas.

[GOLO: 6-2] João Novais, aos 73′, teve liberdade para recolher um passe da direita e chutar de pé direito para o interior da baliza.

Krovinovic substituiu Cervi aos 79′ e as águias tiveram energia renovada na intermediária para manter a partida sob controlo, espreitando a possibilidade de alcançar um sétimo golo, que, no entanto, não chegaria.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.